Home»Goiás»Decretada prisão dos policias envolvidos em execuções em Senador Canedo

Decretada prisão dos policias envolvidos em execuções em Senador Canedo

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

Menor suspeito de cometer o assalto é identificado

Foi decretada hoje (30), pelo juiz Thuilo Marco Miranda, a prisão temporária dos PMs investigados Paulo Márcio Tavares e Gilmar Alves Dos Santos, e também a suspensão das funções públicas de Solimon José Martins e Flávio da Penha Gomes. Todos os policiais militares são investigados no caso de Senador Canedo. Em que o auxiliar de produção Tiago Ribeiro Messias foi baleado e morreu, enquanto era feito refém durante um assalto no último sábado (25). O menor suspeito de cometer o assalto também foi atingido e morreu no local.

Paulo Márcio e Gilmar Alves desceram da viatura com suas armas em punho e dispararam diversas vezes. Um vídeo divulgado na última terça-feira (28), feito por uma câmera de segurança no local, mostra como foi a atuação dos policiais. Nas imagens, é possível ver Tiago baleado, sendo retirado do carro pelos PMs, e colocado em uma viatura. Ao fundo é possível ver o corpo do menor que teria assaltado o veículo. Enquanto isso, outro militar entra no carro da vítima e efetua vários disparos. Em seguida os agentes atiraram várias vezes nos pneus do carro, nos locais em que as vítimas estavam posicionadas e também de dentro do veículo, em direção ao para-brisa.

O menor de 17 anos, suspeito que também foi atingido e morreu no local, foi identificado hoje no IML de Aparecida, como Marco Antônio pereira de brito.

Relembre o caso pelo link:

Acompanhe o caso e a repercussão da morte de refém em Senador Canedo

 

 

Larissa Madalena

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!


Comente a vontade