10 clássicos da literatura brasileira

Confira lista com clássicos que marcaram as diversas fases da literatura nacional

Muitos livros e autores se destacaram ao longo da história do Brasil. As obras nacionais mais marcantes  possuem alguns pontos em comum, todas tiveram o poder de revelar com maestria aspectos da sociedade, cultura e política do nosso país em diferentes épocas, e apoiadas em diferentes escolas literárias. Hoje esses livros são considerados obras clássicas e mostram o talento e a riqueza da nossa cultura e dos nossos autores. Pensando nisso preparamos uma lista com 10 clássicos da literatura brasileira que você precisa conhecer. Bora começar!

10. Iracema (1865) 

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A obra é o segundo livro da trilogia indianista escrita por José de Alencar e consiste em um romance clássico que retrata a história de amor entre a índia Iracema e seu colonizador.

9. O Cortiço (1890)

O romance naturalista escrito por Aluísio Azevedo denuncia a exploração e as péssimas condições de vida dos moradores das estalagens e dos cortiços cariocas no final do século XIX.

8. Dom Casmurro (1899)

A obra de Machado de Assis está inserida no gênero realista e consiste em um relato em primeira pessoa da personagem Bentinho, sobre sua infância, sua vida e sua relação com a amada Capitu.

7. Os Sertões (1902)

A obra de Euclides da Cunha é conhecida como uma das maiores “epopéias” da literatura brasileira, e está inserida tanto no gênero romance quanto no gênero jornalístico. “Os Sertões” revela aspectos da sociedade brasileira do final do século XIX ao retratar A Guerra de Canudos. É considerado o primeiro livro reportagem brasileiro e engloba tanto questões sociais quanto geográficas, econômicas e políticas.

6. Macunaíma (1928)

Um dos principais marcos do modernismo brasileiro, a obra de Mário de Andrade apresenta um protagonista com características malandras, que nascido na selva chega à cidade cheio de heranças indígenas.

5. Vidas Secas (1938)

O romance realista de Graciliano Ramos tem como pano de fundo a situação dos retirantes, forçados a abandonarem suas casas no sertão nordestino e buscar uma nova vida nas cidades.

4. As Três Marias (1939)

A obra de escritora, jornalista e dramaturga brasileira, Rachel de Queiroz, narra a história de amizade, a jornada de vida e o amadurecimento de três mulheres.

3. Grande Sertão Veredas (1956)

O romance experimental modernista escrito por João Guimarães Rosa apresenta a cultura nordestina e narra a trajetória do jagunço Riobaldo incluindo seus atos como jagunço, o amor que sente por Diadorim e o pacto que fez com o diabo.

2. Gabriela, Cravo e Canela (1958)

A obra do baiano Jorge Amado marca um momento de mudança na produção literária do autor, que até então abordava temas sociais. Nesta nova fase passam a ser produzidas crônicas de costumes, marcadas por costumes populares, poderosos coronéis e mulheres sensuais.

1. A paixão segundo G.H (1964)

O romance escrito por Clarice Lispector trata de uma mulher, que depois de demitir a empregada e tentar limpar seu quarto, relata a perda da individualidade após ter esmagado uma barata na porta de um guarda-roupa e a partir de então inicia uma reflexão marcada pela busca interior.

 

 

 

Tags: