10 curiosidades sobre o Día De Los Muertos

Confira a lista com fatos interessantes e curiosidades sobre as comemorações do Dia Dos Mortos no México

No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena comemorada no dia 2 de novembro em honra aos falecidos e quando as almas são autorizadas a visitar os parentes vivos. Muito tradicional na cultura latino–americana, as preparações começam por volta do dia 31 de outubro e vão até 2 de novembro. As datas foram estabelecidas após a chegada dos colonizadores espanhóis, que chocados com a tradição um tanto diferente, impuseram a mudança no calendário para aproximá-la das festas cristãs.

Apesar da proximidade de datas, a festa não é um “Halloween” e nem uma comemoração de Finados, pois o “Día de Los Muertos” (Dia dos Mortos) já era comemorado muito antes inserção do cristianismo, pelas civilizações nativas maias e astecas. Durante esse período, o país é tomado por alegres festejos coloridos em quase todos os locais. As pessoas se fantasiam, decoram suas casas, comem, bebem e erguem altares com retratos de seus entes queridos que já faleceram, com velas, flores e caveiras. Confira abaixo uma lista com 10 fatos e curiosidades sobre as celebrações do Dia Dos Mortos que vão te dar vontade de visitar o México durante a época.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

10. O Dia dos Mortos no México é uma festa de reencontro. Os mexicanos relembram os falecidos sem lamentar por já terem partido, mas exaltando o que fizeram em vida. A data é uma oportunidade para estar com a família e de manter sempre viva a memória daqueles que já se foram.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: Nuvem de morcegos sobrevoa cidade no México e impressiona internautas• Atores de The Chosen One, da Netflix, morrem em acidente• Macaco vestido de soldado é morto durante tiroteio, no México

9. As comemorações podem variar conforme o local, mas alguns elementos quase sempre estão presentes como: altar; caveiras de açúcar; esqueletos; flores e as Catrinas.

8. O altar de muertos (altar dos mortos) pode ter de 2 a 7 níveis. O mais tradicional é o de 7 níveis e contém os seguintes elementos:

  • 1º (térreo): cruz feita de flores, sementes ou frutas.
  • 2º: fotografias das pessoas falecidas a quem o altar é dedicado.
  • 3º: as frutas e também os pratos preferidos da pessoa falecida.
  • 4º: pan de muerto (pão dos mortos), um tipo de pão tradicional oferecido como alimento e consagração.
  • 5º: sal, que simboliza a purificação.
  • 6º: dedicado às almas do purgatório.
  • 7º: imagem do santo de devoção da família.

7. As caveiras doces são sobremesas feitas com açúcar, água quente e limão, e moldados em forma de caveira. Geralmente confeitados com cores vivas e desenhos. Apesar da tradicional ser de açúcar, hoje são feitas de chocolate, banhadas ao mel e de amendoim.

6. Segundo a tradição, os esqueletos são quem recepcionam as almas que vêm visitar os vivos durante o período da festa. Espalhados pelas ruas e casa, de diferentes tamanhos, e até mesmo esqueletos humanos são encontrados decorados vestidos com roupas chapéus e adereços, como brincos e echarpes.

5. O quadro La Calavera de la Catrina (A caveira da Catrina), de José Guadalupe Posada traz a figura de um esqueleto de uma dama da sociedade, bem vestida e sempre com um grande e belo chapéu. A imagem se tornou símbolo doa dia dos mortos no país e se deu através da crítica social a uma população mexicana mais pobre, que gostava de aparentar um estilo de vida europeu, renegando suas origens.

4. Uma das curiosidades sobre o México é que as pessoas encaram a morte como algo inevitável, a tradição tem origem na cultura pré-hispânica, e conseguiu se manter viva mesmo após a colonização. Há relatos de que os maias, astecas e outros indígenas que habitavam a região que hoje é o México praticavam festas em memória aos ancestrais, há pelo menos três mil anos. Já naquela época era comum dedicar um período em honra aos entes queridos. Com a chegada dos espanhóis, houve um sincretismo com as celebrações cristãs. Com isso, a celebração aos mortos, passou a fazer parte do Dia de Finados.

3. As Cempasuchi são as flores oficiais do Dia dos Mortos. Nessa época do ano, elas ficam espalhadas por todos os lados, em jarros, altares, arcos de flores e todos os tipos de decoração. Isso acontece, porque na tradição mexicana, essa flor é utilizada para guiar as almas de volta para os seus altares.

2. A celebração pelo Dia dos mortos pode durar até 7 dias. A festa costuma começar por volta do dia 26 de outubro e ir até o dia 3 de novembro. Apesar de ser comemorada em todo o país, a tradição é mais comum nos seguintes locais: Aguas Calientes, Cidade do México, Morelos, Oaxaca e Quintana Roo.

1. Até a igreja católica se envolve nas celebrações do tradicional Dia dos Mortos. Praticamente, todas as igrejas possuem um altar para as almas solitárias e para os fiéis já falecidos. Além disso, durante toda a noite seus sinos ficam tocando para espantar os espíritos ruins que querem desviar as almas da luz.

Tags: