10 curiosidades sobre o Google

Confira a lista de fatos interessantes e curiosidades que você provavelmente ainda não sabe sobre o mecanismo de busca da Google

O Google completa, nesta segunda-feira (27), 23 anos de existência. A gigante de Mountain View nasceu da parceria e amizade entre Sergey Brin, um estudante de graduação de Stanford, e Larry Page, que considerava fazer pós-graduação na universidade. Em 1998, a dupla construiu o protótipo de um mecanismo de busca na internet, dando origem ao atual site mais visitado do mundo. Para celebrar o dia de um dos mais amados e úteis mecanismos de busca da internet preparamos uma lista com 10 curiosidades e fatos interessantes sobre a Google.

10. Doodles 

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Você sabe o que são os Doodles? Trata-se daquele logo comemorativo que aparece quando você acessa o buscador da companhia. A ideia surgiu apenas como uma imagem automática de e-mail, quando uma pessoa está fora do consultório. Após esta primeira iniciativa já em 1998, os Doodles passaram a ser usados como experimentos de brincadeiras da plataforma, como jogos e infográficos interativos. Geralmente, estas artes são relativas a alguma data comemorativa, evento ou homenagem a algum artista memorável.

9. Primeira homenagem brasileira 

De acordo com o arquivo digital de doodles, a primeira homenagem personalizada para o Brasil foi feita em 28 de junho de 2002. Na época, o Brasil era um dos finalistas para disputar a final da Copa do Mundo no Japão, contra a Alemanha. Para dar uma força aos brasileiros, o Google colocou a bandeira do país em seu logo, substituiu a letra “o” por uma bola e colocou um atleta com a “amarelinha” dando uma bicicleta.

8. Primeiro servidor 

O primeiro servidor do Google era feito de Lego, e no primeiro “Doodle”, de 1998, um bonequinho de palito no logotipo anunciava aos visitantes do site que toda a equipe havia faltado ao trabalho para assistir o festival Burning Man.

7. Página inicial 

A página inicial do buscador é minimalista e objetiva, mas ela começou assim só porque Larry e Sergey não eram grandes conhecedores de HTML para algo mais elaborado. O estranhamento inicial foi grande: nos primeiros testes, as pessoas encaravam o monitor por vários segundos esperando que mais algum elemento fosse carregado naquela tela excessivamente branca.

6. Nome 

O nome Google nada mais é do que a escrita incorreta do termo matemático “googol” – o número 1 seguindo de 100 zeros. Há muitas histórias não confirmadas sobre como, nos primeiros dias da empresa, um engenheiro ou um estudante teriam soletrado a palavra incorretamente. O erro acabou sendo muito usado e se tornou o nome da nova ferramenta.

5. Bodes como funcionários 

A companhia tem um plano interno de sustentabilidade e uma das iniciativas dela para manter o gramado da sede sempre aparado em Mountain View, na Califórnia, é soltar cerca de 200 bodes no complexo. A utilização dos animais é uma característica bem marcante para visitantes do espaço.

4. Primeira aquisição 

Notícias da Google comprando startups ou grandes empresas hoje são rotina. Porém, a primeira aquisição da companhia aconteceu em 2001: foi a Deja News, um sistema de busca que listava mensagens postadas em grupos de discussão Usenet. O banco de dados histórico de artigos, notícias e outros conteúdos até já foi cedido para consultas de universidades e foi transformado nos “Grupos do Google”.

3. Nome provisório 

Os cofundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, chamavam o buscador originalmente de Backrub, a palavra em inglês para “massagem nas costas”. Mas isso não tinha nada a ver com a massagem real. Era uma referência ao sistema de encontrar e rankear páginas com base nos links que outros sites faziam para elas.

2. Oportunidade perdida 

Em 1999, Larry e Sergey tentaram vender o Google por apenas US$ 1 milhão, mas não houve compradores interessados. Mesmo quando eles reduziram o preço. Agora, a empresa vale mais de US$ 300 bilhões, e domina quase 80% do mercado de buscadores.

1. Google e pandemia 

Desde a declaração oficial da covid-19 como uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em março de 2020, o Google lançou vários doodles com referência à crise sanitária. Além de homenagear profissionais que estavam na linha de frente do combate à pandemia, a companhia também já agradeceu professores, trabalhadores do setor alimentício, zeladores, pesquisadores, entregadores, motoristas do transporte público, dentre outras profissões. Em 1º de maio, a empresa voltou ao tema e fez o doodle “Vacine-se, use máscara, salve vidas” para estimular a continuação dos cuidados.

Tags: