10 esportes radicais

Confira a lista de alguns dos esportes mais radicais para quem gosta de adrenalina

Por Lígia Saba 

Os termos esporte ou desporte radical, de aventura ou de ação são usados para designar esportes com maior grau de risco físico, dado às condições de altura, velocidade ou outras variantes em que são praticados. Apesar de serem considerados perigosos, quando praticados seguindo todas as recomendações de segurança esses esportes são muitas vezes escolhidos como primeira opção por aqueles praticantes apaixonados por adrenalina e pela sensação de perigo. Se você é uma dessas pessoas, com certeza vai adorar essa lista que o Diário do Estado preparou com 10 dos esportes mais radicais praticados em diversas partes do mundo.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

10. Rapel 

Rapel é uma atividade vertical praticada com uso de cordas e equipamentos adequados para a descida de paredões e vãos livres bem como outras edificações. Trata-se de uma atividade criada a partir das técnicas do alpinismo o que significa que requer preocupação com a segurança do praticante.  É praticado em cachoeiras, cavernas e até em viadutos e pontes (na modalidade urbana), e seu praticante desce os locais em uma cadeirinha chamada boldrier atada a uma corda presa em um ponto fixo.

9. Rafting

O rafting é um esporte de aventura que se baseia na prática de descida em corredeiras em equipes, utilizando botes infláveis e equipamentos de segurança. Antes de começar qualquer descida de rafting, um condutor da atividade passa a todos os participantes detalhadas instruções de conduta relativas à segurança.

8. Parapente

O parapente é semelhante a um paraquedas, pois também tem uma estrutura flexível e o utilizador está suspenso. O voo de parapente é uma modalidade de voo livre que pode ser praticado tanto para recreação quanto para competição, sendo considerado um esporte radical.

7. Paraquedismo

Paraquedismo é um esporte radical no qual o indivíduo salta de um pequeno avião em queda livre, caindo com uma velocidade entre 200 km/h e 350 km/h e em determinado momento abre um paraquedas que diminui a velocidade, possibilitando o “pouso”. Ao pular de paraquedas, a pessoa fica cerca de 40 segundos em queda livre, geralmente a 4 mil metros de altitude, antes de abrir o paraquedas.

6. Mountain Bike

Consiste em descer montanhas de bicicleta em alta velocidade. O esporte foi inventado em 1968 por hippies californianos.

5. Kitesurf

Kitesurf, kiteboarding, originalmente flysurfing, é um esporte aquático que utiliza uma pipa e uma prancha com ou sem alças. Nesse esporte, é utilizada uma prancha de surf com um mini pára-quedas. Enquanto desliza sobre as ondas, a pessoa usa o impulso dado pelo vento para fazer acrobacias no ar.

4. Cross Country

O cross country ou corrida a corta-mato, às vezes referido como cross ou crosse, é um esporte de equipe em que os atletas competem em uma corrida em terreno aberto ou acidentado. Prova de mountain bike de longa distância (25 a 40 quilômetros).

3. Canyoning

Canyoning ou canionismo trata-se de uma modalidade de rapel praticada exclusivamente em cachoeiras. Consiste na exploração progressiva de um rio, transpondo os obstáculos verticais com o auxilio de diversas técnicas e equipamentos. Este esporte teve o seu “nascimento” no final da década de 1970 na Europa, mais precisamente em França e em Espanha.

2.  Bungee Jump

Bungee jumping é um esporte radical praticado por muitos aventureiros corajosos, que consiste em saltar de elevadas alturas em um vazio amarrado pelos tornozelos ou cintura a uma corda elástica. Trata-se basicamente de um salto em queda livre.

1. Arborismo

O esporte é praticado na França, Costa Rica, Nova Zelândia e Brasil. Amarrado a um cabo de segurança, a pessoa tem que vencer uma série de obstáculos montados nas copas das árvores.

Tags: