10 obras de arte assinadas por mulheres

Confira a lista de obras-primas pintadas por mulheres ao longo da história da arte mundial

Por Lígia Saba 

Ao longo da história da arte vários nomes femininos se destacaram por suas produções e influenciaram diretamente nos rumos da arte mundial. Pensando nisso, preparamos uma lista com 10  exemplos de obras de artes pintadas por mulheres, em diferentes partes do mundo e em diferentes períodos da história.

10. O Jogo de Xadrez

A pintora renascentista italiana foi a primeira mulher que se tem notícia a conquistar fama internacional. Muito admirada pelos seus contemporâneos, Sofonisba Anguissola (1532-1625) chegou a ser elogiada por Michelângelo. Ela abriu caminho para outras mulheres do seu tempo que começaram a ser aceitas nas escolas de arte graças ao seu trabalho precursor. A temática das telas da pintora renascentista costumava girar em torno das tarefas domésticas, dos retratos de família e das situações cotidianas. ” O jogo de xadrez” foi pintado em 1555, é um óleo sobre tela que atualmente pertence à coleção do National Museum in Poznań.

9. Autorretrato com Macaco

Os autorretratos são característicos da obra da pintora mexicana Frida Kahlo (1907-1954) e foram pintados ao longo de toda a sua carreira. Suas obras ficaram famosas no mundo inteiro por recuperarem uma arte colorida, rica, extremamente local e ao mesmo tempo universal. No caso da tela acima, pintada em 1938, vemos a artista encarando o espectador com um pequeno macaco nas suas costas. O macaco aranha era, na verdade, seu animal de estimação e chamava-se Fulang-Chang.

8. A Boba

Pintada entre 1915 e 1916, a tela “A Boba” faz parte do acervo do Museu de Arte Contemporânea da USP, São Paulo. Trata-se de um óleo sobre tela importante para o Modernismo Brasileiro, embora faça referências em termos de estilo ao Cubismo. A pintura, com dimensões 61cm x 50,6cm, é de autoria da brasileira Anita Malfatti (1889-1964), um dos grandes nomes da pintura durante o Modernismo.

7. Autorretrato como Santa Catarina de Alexandria

O quadro foi pintado por volta de 1615 pela artista italiana Artemisia Gentileschi (1593-1653). Considerada uma obra barroca, a peça atualmente pertence ao acervo da National Gallery de Londres. Das 2.300 obras pertencentes à coleção da National Gallery existem apenas 24 obras que foram feitas por pintoras mulheres. Ao todo, a National Gallery de Londres abriga trabalhos de 21 mulheres. Uma artista corajosa e de vanguarda, Artemisia Gentileschi teve uma história de vida triste e ficou famosa por retratar mulheres fortes, muitas vezes sedutoras e nuas.

6. In Albis 

Um dos grandes nomes da pintura brasileira contemporânea é Beatriz Milhazes (nascida em 1961). A artista carioca procura apostar em desenhos abstratos, super detalhados e com cores fortae. Depois de conquistar o Brasil, o trabalho de Milhazes ganhou o mundo e a tela In Albis é um exemplo dessa internacionalização. Desde 2001, In Albis, pintada entre 1995 e 1996, faz parte do acervo do museu Guggenheim de Nova Iorque.

5. Avestruzes Bailarinas

O quadro Avestruzes Bailarinas faz parte de uma série produzida em 1995 pela pintora portuguesa reconhecida internacionalmente Paula Rego (nascida em 1935).

4. A Cuca

Tarsila do Amaral (1866-1973), a famosa pintora modernista brasileira, teve ao longo da sua carreira na pintura algumas fases bastante distintas. A tela acima, pintada em 1924 e posteriormente doada pela própria artista ao Museu de Grenoble na França, é marcada pela brasilidade e leva o nome de um personagem importante da mitologia brasileira: a Cuca.

3. Mãe alimentando a criança

Mary Cassatt (1844–1926) foi uma pintora norte-americana que, apesar de ter nascido na Pensilvânia, viveu boa parte da sua vida na França.  A tela “Mãe alimentando a criança” foi pintada em 1898 seguindo uma tendência iniciada em 1893, quando Mary começou a voltar o seu olhar para a relação entre mães e filhos. Suas telas, de modo geral, enfatizam a vida das mulheres, especialmente o espaço doméstico e as relações familiares, sublinhando os laços de afeto entre os membros da família.

2. Borboleta

A japonesa Yayoi Kusama (nascida em 1929) é um dos maiores nomes das artes contemporâneas. Seu trabalho não se limita a pintura e extrapola todos os limites transformando-se em instalação, performance, escultura, colagem, poesia e até romance. Apesar dos meios diferentes, há nas obras uma marca essencial que cruza todos esses universos: o pontilhado.

1. Oferenda 

Leonora Carrington (1917-2011) foi uma importante pintora mexicana surrealista que desenvolveu a sua carreira artística na Inglaterra. Seu trabalho se construiu quase sempre debruçado em um universo onírico, abstrato e figurativo. A tela surrealista “Oferenda”, pintada em 1957, em óleo sobre madeira, tem 56,2cm por 50 cm, e atualmente se encontra em West Dean College, West Sussex.

Tags: