10 rios que banham o estado de Goiás

Confira a lista de alguns dos principais rios que compõem a abundante hidrografia goiana

Por Lígia Saba 

Engana-se quem pensa que as características da vegetação savânica, típica do Cerrado, são reflexos da escassez de água na região. Pelo contrário, Goiás, com seu território localizado principalmente dentro da faixa do Bioma Cerrado, é rico em recursos hídricos, sendo considerado um dos mais abundantes estados brasileiros quanto à hidrografia. Pensando nisso, para te ajudar a conhecer um pouco mais sobre essa hidrografia tão abundante e peculiar, o Diário do Estado preparou uma lista com 10 dos mais importantes rios que banham o estado de Goiás.  

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

10. Rio Meia-Ponte 

O rio Meia-Ponte é um curso de água que banha o estado de Goiás, sendo um dos rios mais importantes da região, uma vez que, sua bacia hidrográfica abastece cerca de 50% da população goiana. É um dos principais afluentes do rio Paranaíba, e sua nascente fica na Serra dos Brandões em Itauçu. O rio é utilizado para diversos fins, desde abastecimento de água, irrigação de lavouras, dessedentação de animais, lazer e para despejo de esgotos domésticos e industriais.

9. Rio Maranhão 

O rio Maranhão é um curso de água que banha o Distrito Federal e os estados de Goiás e Tocantins, com seus aproximadamente 420 km de extensão. É formado a partir da confluência entre o córrego Vereda Grande e as águas da lagoa Formosa, em Planaltina, Goiás. É um dos afluentes do Rio Tocantins, onde suas águas ajudam a formar o lago de Serra da Mesa, junto com o Rio das Almas e o Rio Paranã. O Rio Maranhão é usado para abastecimento de diversas cidades que se construíram ao longo de seu vale. 

8. Rio Claro 

O rio Claro é um curso de água que banha o estado de Goiás, sendo considerado um dos principais afluentes do rio Paranaíba no sudoeste goiano. Percorre, da nascente, na Serra do Caiapó, à foz, aproximadamente 400 km, passando pelos municípios de Jataí, Caiapônia, Perolândia , Aparecida do Rio Doce, Caçu, Cachoeira Alta, Paranaiguara e São Simão, onde deságua no rio Paranaíba. 

7. Rio São Marcos 

O rio São Marcos é um curso de água de aproximadamente 467 km de extensão, que divide os estados de Minas Gerais e de Goiás, entre as cidades de Paracatu e Cristalina. A divisa entre os dois estados fica a 40 km de Paracatu e aproximadamente a 180 km de Brasília. Tal rio é importante nesta região de cerrado por contribuir fortemente para a irrigação, assim como seus afluentes, entre eles o Ribeirão Mundo Novo. 

6. Rio Vermelho 

O rio Vermelho é um curso de água que banha o estado de Goiás. Com cerca de 282 km de extensão, é um importante afluente do rio Araguaia e nasce na região da cidade de Goiás, desaguando em Aruanã. A Bacia Hidrográfica do Rio Vermelho é delimitada ao norte e a nordeste pela Bacia Hidrográfica do Rio do Peixe; a sudeste pela Serra Dourada e pela Bacia do Rio dos Bois; a sudoeste pela Serra da Bocaina e pela Bacia do Rio Claro.

5. Rio Corumbá 

O rio Corumbá é um curso de água que nasce no estado de Goiás, no sopé da serra dos Pireneus, em Pirenópolis, dirigindo-se para o sudeste, onde deságua no rio Paranaíba. Tem um grande potencial energético, abrigando várias usinas hidrelétricas ao longo do seu curso. Além disso, o Rio Corumbá também é um importante ponto turístico do estado devido às suas belezas naturais como a flora que o cerca e lindas cachoeiras. 

4. Rio Aporé 

Com extensão de aproximadamente 200 km, o rio Aporé ou do Peixe é um curso de água que banha os estados de Goiás e de Mato Grosso do Sul, fazendo a divisa natural entre estas duas regiões. A principal cidade em sua margem é a cidade sul-matogrossense de Cassilândia. Caudaloso, ideal para esportes náuticos e com leito rochoso, o rio corre para o sul e deságua no Rio Paranaíba que corre para o Rio Paraná. As águas do Rio Aporé são ligeiras em alguns trechos e calmas em outros, é ligado à lagoa por um canal, pelo qual recebe o excesso de água das minas termais. 

3. Rio Paranaíba

O Rio Paranaíba é o principal afluente do rio Paraná e nasce na serra da Mata da Corda, município de  rio Paranaíba, no estado de Minas Gerais, na altitude de 1.148 m. Percorre aproximadamente 100 km até alcançar o perímetro urbano de Patos de Minas/MG e segue mais cerca de 150 km até tornar-se limítrofe entre os Estados de Goiás e Minas Gerais. O Rio tem várias hidrelétricas, como Cachoeira Dourada, São Simão,   Itumbiara, Anhanguera e Emborcação. Também é conhecido principalmente pela sua riqueza diamantífera e pelas grandes possibilidades hidrelétricas que apresenta.

2. Rio Araguaia

O rio Araguaia é um curso de água que banha os estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Nasce nos altiplanos que dividem os estados de Goiás e Mato Grosso, sendo que sua nascente se encontra na Serra do Caiapó, próximo ao Parque Nacional das Emas, no município de Mineiros, em Goiás, em uma altitude aproximada de 850 m. É considerado o principal afluente do rio Tocantins, e corre quase paralelamente a ele, onde desemboca, após percorrer cerca de 2.115 km.

1. Rio Tocantins 

Sendo o segundo maior rio brasileiro dentre aqueles que têm suas águas totalmente em território nacional, o Rio Tocantins tem sua nascente no estado de Goiás, na divisa entre os municípios de Ouro Verde de Goiás e Petrolina de Goiás e percorre o território de quatro estados: Goiás, Tocantins, Pará e Maranhão. Sua foz fica no litoral do estado do Pará, no Golfão Amazônico (próximo a cidade de Belém), e o rio tem como principais afluentes: o Rio das Almas, Rio Cana Brava, Rio Santa Clara, Rio dos Patos, Rio Uru, Rio Tocantinzinho, Rio Sono, Rio Cacau, Rio Mupi e Rio Barra Grande.

 

Tags: