Jornal Diário do Estado

Agora não precisa sair de casa, aplicativo disponibiliza boletim escolar 100 % virtual

Com a inovação tecnológica, agora o boletim escolar passa a ser também digital, dispensando a necessidade de ir até as unidades escolares para buscar o documento

O Governo de Goiás, está inovando para facilitar cada vez mais a vida dos estudantes e dos pais de alunos da rede pública estadual. Com a tecnologia, agora o boletim escolar passa a ser também digital, dispensando a necessidade de ir até as unidades escolares para buscar o documento.  

O sistema de consulta online e de emissão do boletim pode ser acessado através dos portais Expresso e NetEscola, a partir de qualquer dispositivo que dê acesso à Internet. O superintendente de Tecnologia da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Bruno Correia, explicou que o sistema começou a ser idealizado em 2019. 

“Com o surgimento da pandemia da Covid-19, a necessidade de ampliar a oferta de serviços por meios digitais ficou ainda mais evidente”, informa Bruno.

Apesar da facilidade em adquirir o boletim escolar a  presença dos pais ou responsáveis pelos alunos nas instituições de ensino da rede pública estadual também continua sendo imprescindível. 

“A ferramenta que criamos não deve nunca substituir a ida do pai ou da mãe à escola, já que o processo de aprendizagem do estudante está completamente vinculado ao comprometimento e acompanhamento de perto de sua família”, explica a secretária de Educação, Fátima Gavioli. 

Como ter acesso ao serviço? 

Para acessar o Boletim Escolar é preciso estar cadastrado na plataforma Gov.br, e informar o CPF na página eletrônica. Em seguida o solicitante será redirecionado ao aplicativo do boletim digital, onde pode ser consultado e até impresso. Além do acesso pelo site o usuário pode realizar o download do aplicativo Expresso Goiás para sistemas Android e iOS.

Regras necessárias 

A emissão do documento pelo NetEscola também exige um login e uma senha de acesso para o site  ou aplicativo para smartphones NetEscola. Os estudantes da rede pública estadual já possuem seus dados cadastrados no Sistema de Gestão Escolar (Sige). Já os pais ou responsáveis pelos alunos precisam procurar a escola de seus filhos e fazer o cadastro.