Jornal Diário do Estado

Ameaça de massacre afasta alunos da Escola Sesi Campinas, em Goiânia

Frase escrita em porta de banheiro dizia que massacre aconteceria nesta quinta-feira, 19, afirmando que não era brincadeira

Mais um caso de ameaça em escolas foi registrado nesta quarta-feira (19), em Goiânia. Uma mensagem com a frase “massacre dia 19/05/2022. Fica o aviso. Não estamos brincando, tomem cuidado”, foi escrita na porta do banheiro masculino da Escola Sesi Campinas, que conta com o ensino fundamental e médio.

Segundo a escola, o caso foi registrado na Polícia Civil (PC) e agora a entrada e saída dos alunos será monitorada pelo Batalhão Escolar da Polícia Militar (PM), que recolheu imagens de câmeras de segurança para tentar identificar o autor das ameaças.

Aulas

Alguns pais decidiram deixar os filhos em casa, nesta quinta-feira (19), por medo do aviso se concretizar. O empresário Maycon Ribeiro, por exemplo, é pai de um aluno do ensino fundamental e preferiu não se arriscar.

“Estamos preocupados e apreensivos depois dessa ameaça. Meu filho nem foi hoje porque ficou com medo. O colégio alega que tomou as providências, mas hoje houve mais um reincidente. Muitas crianças não foram hoje, a gente não sabe se é brincadeira ou se é verdade”.

Ainda de acordo com Maycon, ele tomou conhecimento das ameaças por meio do grupo interno da instituição, que tirou e publicou fotos no grupo de professores e alunos informando sobre o possível atentado. 

“Meu filho não vai para a escola enquanto não resolverem isso. Por ser uma unidade de ensino privada, ninguém está falando sobre o assunto, mas se fosse uma escola pública já teriam descoberto quem escreveu. Estamos com medo, vai entender a cabeça de uma criança. Na verdade, a gente não sabe nem se é uma criança, vai que é uma pessoa infiltrada como já aconteceu em outras escolas”, concluiu.

Em nota, o Sesi informou que tomou todas as providencias e que acompanha o desenrolar dos fatos junto com a polícia.

Nota Sesi Campinas

A Escola SESI Campinas, em Goiânia, vem a público tranquilizar todo seu quadro docente e discente (educadores, estudantes e familiares) diante de uma ameaça anônima, detectada ontem (18/05/2022), escrita na porta de um banheiro da unidade.

De pronto, a Direção da Escola tomou as providências que o caso requer, a exemplo do registro de Boletim de Ocorrência (B.O.) na Polícia Civil, acompanhamento das entradas e saídas do prédio por intermédio do Batalhão Escolar da Polícia Militar, entrega de filmagens à inteligência da polícia e monitoramento da entrada escolar por meio de detector de metais.

Oportunamente, o SESI Campinas acompanha o desenrolar dos acontecimentos relacionados, que estão sob responsabilidade da polícia, a fim de reforçar e assegurar a normalidade e a segurança do ambiente escolar, isento de quaisquer riscos à integridade de toda a comunidade que frequenta a Escola.