Anvisa proíbe venda de extrato de tomate

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda e a distribuição de um lote do extrato de tomate da marca Quero, fabricado pela Heinz Brasil, após laudo que constatou presença de pelo de roedor no produto. A proibição vale para todo o território nacional e está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (20).

De acordo com a Anvisa, o laudo “apresentou resultado insatisfatório ao detectar matéria estranha indicativa de risco à saúde humana, pelo de roedor, acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente”.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A punição é sobre o “lote L. 11 07:35 do produto extrato de tomate da marca Quero, produzido por Heinz Brasil S.A (CNPJ 50.955.707/0004-72), localizada na Rodovia GO 080 Km 26, Nerópolis-GO”. Pela decisão da Anvisa, a empresa deverá recolher todo o estoque do lote insatisfatório existente no mercado.

LEIA TAMBÉM

• “Pau de Mendigo”: Givaldo Alves, entra em nova polêmica ao anunciar medicamento• Moda entre jovens, cigarro eletrônico pode causar doença até em quem não fuma• Anvisa recebe alerta internacional sobre salmonela em Kinder Ovo

Tags: