Home»saúde»Saúde»Aparecida oferece tratamento de acupuntura grátis aos pacientes do SUS

Tratamento com técnicas de origem oriental ajuda a diminuir a dor, o uso de remédios e traz qualidade de vida aos pacientes da rede municipal de Saúde

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

A Prefeitura de Aparecida é a única de Goiás que oferece à população o serviço de Acupuntura no Sistema Único de Saúde (SUS). A técnica milenar tem origem oriental e se baseia no estímulo à produção de endorfinas e de substâncias analgésicas pelo cérebro, por meio de impulsos elétricos do sistema nervoso periférico espalhados pelo nosso corpo. O serviço é disponibilizado gratuitamente pelo Ambulatório Multiprofissional de Aparecida de Goiânia (AMAG) e tem resolvido diversos problemas agudos e trazido qualidade de vida a muitos pacientes em situação crônica. Para isso, o usuário precisa ser encaminhado por um especialista em Ortopedia da rede municipal de Saúde, geralmente como parte complementar ao tratamento de fisioterapia. Quem usa fica cada vez mais satisfeito ao final de cada sessão e diz que nem sente as pequenas agulhas utilizadas pelo profissional.

Durante dois dias da semana a unidade oferece o serviço a pessoas previamente cadastradas, que são enviadas pela Superintendência de Regulação, Avaliação e Controle da SMS. “Para mim funciona como um serviço complementar, que auxilia a medicina tradicional. Eu recomendo, porque é um meio menos agressivo de tratar vários problemas. O médico é super atencioso e profissional e tem sempre o cuidado de explicar todo o procedimento. Hoje, por exemplo, ele trabalhou em dois pontos que influenciam na minha diabetes, que estava um pouco descompensada. Me explicou que tudo tem origem emocional e pegou os pontos que me acalmam e que favorecem a produção de insulina pelo pâncreas. Eu também tenho fibromialgia e o tratamento de acupuntura é excelente para controlar a minha dor. Eu hoje sou outra pessoa” – explica a paciente Gilvânia Aparecida Astrol.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!