Após comentário machista, Alípio Nogueira é demitido e emissora solta nota de repúdio

Após comentário machista em programa ao vivo, repórter foi demitido da emissora em nota de repúdio da Rádio Bandeirantes

Nesta segunda-feira, o cronista esportivo Alípio Nogueira foi demitido da emissora de Rádio Bandeirantes por comentário machista direcionado a uma colega de trabalho. O comentário desrespeitoso ocorreu no programa Esporte em Debate, da Rádio Bandeirantes.

Em nota, a Rádio Bandeirantes de Goiânia anunciou a rescisão contratual do radialista Alípio Nogueira e repudiou o acontecimento. Nada foi dito pelos apresentadores ou convidados do programa que estavam no programa.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Antes de ser contratado pela Rádio Bandeirantes, Alípio trabalhou no programa “Feras do Kajuru” na Rádio Sagres.

LEIA TAMBÉM

• Anápolis marca de pênalti, bate o Costa Rica-MS e sustenta espaço no G-4• Goiás pode ter pelo menos três candidaturas isoladas ao Senado• Vídeo: O que aconteceu com promoter que agrediu ex-noiva, em Goiânia

Nota da emissora ao comentário machista

“A Rádio Bandeirantes Goiânia, por meio de seus diretores, vem a público diante dos fatos acontecidos na transmissão veiculada no programa Esporte em Debate do dia 24 de janeiro deste ano, manifestar sua indignação e repúdio em relação ao discurso proferido pelo comentarista Alípio Nogueira, integrante da equipe parceira “Feras do Esporte”. Em um país onde das mulheres mortas decorrem pelo único fato de serem mulheres e ainda mais grave, 4 (quatro) mulheres por dia são mortas por homens que se dizem ser seus companheiros ou ex-companheiros, é injustificável e inaceitável o discurso adotado pelo comentarista de culpabilização feminina. Não é o traje que a mulher veste que determina as chances de violência de qualquer espécie contra a mesma”.

Confira a nota de repúdio publicada em seu Instagram: