Jornal Diário do Estado

Assessor de Leonardo morre após ser atingido por tiro na fazenda Talismã

A Polícia Civil está investigando o caso e a origem do tiro que vitimou o assessor

Nesta quinta-feira, 4, um assessor do cantor Leonardo morreu atingido por um disparo de arma de fogo na fazenda Talismã, de propriedade do artista, localizada em Jussara. A assessoria de imprensa do cantor informou que a morte de Nilton Rodrigues, conhecido como Passim, foi acidental.

A Polícia Civil está investigando o caso e a origem do tiro. Segundo a Polícia-Técnico Científica (PTC), equipes de Perícia Criminal e de Medicina Legal fizeram a perícia no local e no corpo com o objetivo de fornecer suporte técnico-científico às investigações da polícia.

A esposa do cantor Leonardo, Poliana Rocha, publicou nas redes sociais uma homenagem ao assessor e amigo da família, que trabalhava no meio artístico há 30 anos. “Nosso ‘Rambo’, amigo, irmão, companheiro, secretário, filho, fiel escudeiro e muito mais partiu. Estamos um caco, só frangalhos! Amanhã falo com vocês. Estamos sem chão. A vida hoje ficou cinza”, escreveu Poliana no post.

O filho do assessor, Hugo Rodrigues fez uma declaração ao pai, dizendo que Passim deixou “um legado lindo”. “Nos deixou tão de repente, pai. Não tivemos tempo de nos abraçar ou de falar um último ‘eu te amo’, como dizíamos todos os dias. […] Nossa trajetória não acabou aqui, pai. Eu vou te encontrar ainda. Me espera, meu velho. Te amo e sempre vou te amar”, publicou Hugo.

O cantor Zé Felipe e a noiva, Virginia Fonseca, também lamentaram a morte de Passim nas redes sociais. “Se você morrer, eu desenterro você e ponho em pé de novo”, afirmou Zé Felipe em vídeo. O assessor recebeu diversas homenagens de amigos e familiares.