Bandeira amarela ficará mais cara

As bandeiras tarifárias aplicadas para as contas de luz terão novos valores neste ano. A bandeira amarela vai passar de R$ 1,50 para R$ 2 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos. A bandeira vermelha patamar 1 será mantida no mesmo valor, a R$ 3 para cada 100 kWh. Já o valor da bandeira vermelha patamar 2 cairá de R$ 4,50 para R$ 3,50 a cada 100 kWh.

Os novos valores das bandeiras tarifárias foram aprovados nesta terça-feira (14) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A proposta recebeu contribuições por meio de audiência pública. As distribuidoras reivindicaram a criação de um novo patamar de bandeira amarela, mas o diretor da Aneel e relator da proposta, José Jurhosa, entendeu que a estrutura atual é a mais adequada.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Os valores das tarifas são revisados a cada ano, de acordo com as variações do custo de energia. Desde dezembro, a bandeira aplicada nas contas de luz é a verde, ou seja, sem cobrança adicional para os consumidores.

LEIA TAMBÉM

• Combustíveis: “até quem anda de bicicleta sente o aumento”, diz presidente do Sindiposto• Repaginadas, quitinetes ganham novo nome e viram tendência em Goiânia• Seguros vendidos por bancos ganham espaço, mas é preciso ter atenção

Segundo ele, além do aspecto econômico, o modelo “caráter educativo, e é uma forma transparente de comunicar aos consumidores que as condições de geração de energia elétrica no País estão menos favoráveis, no caso de bandeira amarela, ou mais custosas, de acordo com o patamar de bandeira vermelha que é acionado”, explicou Jurhosa.

Tags: