Bob Dylan receberá Nobel neste fim de semana

A Academia Sueca informou hoje (29) que entregará no fim de semana, em Estocolmo, o Nobel de Literatura 2016 ao cantor americano Bob Dylan, aproveitando sua presença na capital sueca para dois shows. A informação é da Agência EFE.

“A Academia e Bob Dylan decidiram se reunir neste fim de semana. A Academia dará o diploma e a medalha e o felicitará pelo Nobel de Literatura. O encontro será íntimo e não haverá veículos de imprensa presentes, só Dylan e membros da Academia”, anunciou em seu blog a secretária permanente da instituição, Sara Danius, que explicou que seguiam assim os “desejos” do músico.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Ausente dos atos do Nobel em dezembro por “compromissos prévios”, Dylan não se pronunciará agora ao receber o prêmio, embora a Academia acredite que ele enviará uma versão gravada, requisito necessário para receber os 8 milhões de coroas (US$ 900 mil) concedidos.

“A Academia tem razões para acreditar que uma versão gravada será enviada mais adiante. Os discursos do Nobel são apresentados de vez em quando gravados, a última vez foi com Alice Munro em 2013. Por enquanto, não há mais detalhes”, afirmou Sara Danius.

Ela tinha informado ontem que a Academia não tinha notícias de Dylan e lembrado que o prazo para a conferência de recepção do prêmio – que não tem que ser presencial – era de seis meses a contar de dezembro, segundo os estatutos da Fundação Nobel.

“A Academia Sueca comunica que não houve nenhuma conversa telefônica com Bob Dylan nos últimos meses. Ele é consciente de que a conferência de recepção deve ser feita o mais tardar em 10 de junho se quiser receber a dotação econômica”, escreveu Sara Danius em seu blog.

Bob Dylan foi reconhecido com o Nobel de Literatura em outubro, por criar “novas expressões poéticas dentro da grande tradição da canção americana”. A escolha surpreendeu, por ser a primeira vez que um cantor foi premiado.

Após tentar ligar para ele sem sucesso durante vários dias, a Academia Sueca desistiu, enquanto um de seus membros, o escritor Per Wästberg, o qualificava de “rude” e “arrogante”.

Em conversa telefônica com Sara, Dylan aceitou finalmente o Nobel e agradeceu um prêmio que lhe deixou “sem palavras”.

O músico americano alegou “compromissos prévios” para não viajar a Estocolmo, embora tenha enviado um discurso de agradecimento que foi lido pela embaixadora dos Estados Unidos na Suécia, durante o banquete oferecido aos agraciados.

*Fonte: Agência Brasil.
Tags: