Jornal Diário do Estado

Bolsonaro realiza procedimento estético nos dentes e na face; veja

Custo de todos os procedimentos foi de pelo menos R$ 84 mil

O ex-presidente da república Jair Messias Bolsonaro realizou um procedimento estético nos dentes e na face, na última sexta-feira, 18. A informação foi divulgada pela revista Veja, onde afirmou que o político passou por uma “harmonização facial“, procedimento viral entre influenciadores e artistas nos últimos anos.

Ainda de acordo com a coluna, o ex-presidente também colocou lentes de contato em todos os dentes. O custo de todos os procedimentos foi de pelo menos R$ 84 mil.

“Ele me procurou dia 5 de julho, como iniciamos o tratamento, e a última consulta foi na sexta-feira passada, 18 de agosto, quando lhe dei alta. É indicado a todos que perderam a dimensão vertical dos dentes, para melhorar a função de mastigação”, informou o dentista responsável pela aplicação das lentes em Bolsonaro, Rildo Lasmar, à Veja.

Ainda de acordo com o profissional, o Bolsonaro ficou muito feliz com o sorriso, saiu satisfeito do consultório. Além de afirmar que ele é um paciente muito simples, e não reclama de nada.

Bolsonaro se torna motivo de piada

Bolsonaro tornou-se motivo de piada entre internautas após a publicação do resultado no perfil do dentista. “Olha ele… vai sorrir lindamente na cadeia”, escreveu um usuário. Outro usuário acrescentou: “[Foi pago] com o dinheiro das joias”.

A maioria dos comentários faz referência às investigações da Polícia Federal (PF) que tendem a fechar o cerco jurídico em torno de Bolsonaro nos próximos dias. Trata-se de um suposto esquema de desvio de presentes oficiais entregues por autoridades estrangeiras durante a gestão do ex-presidente.

Segundo as investigações, militares lotados no Palácio do Planalto teriam montado um núcleo criminoso para transportar os itens luxuosos até o exterior e vendê-los a lojas especializadas como forma de ocultar a origem dos bens. Na sequência, o dinheiro obtido com a negociação seria incorporado ao patrimônio de Bolsonaro.