Butantan pode suspender a produção de Coronavac

China ainda não confirmou a vinda de insumos necessários da produção

O Instituto Butantan informou que poderá suspender a produção e entrega de novas doses da Coronavac a partir deste fim de semana, caso não cheguem novos lotes de Ingrediente Farmacêutico Ativo vindos da China.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Na segunda-feira (10), o instituto entregou 2 milhões de doses para o Ministério da Saúde. Na próxima quarta (12), serão entregues mais 1 milhão de doses, o que completará a encomenda do primeiro contrato, com 46 milhões de doses. Já na sexta (14), será entregue outro 1,1 milhão de doses que fazem parte do segundo contrato, de 54 milhões de doses. Após isto, não há mais IFA para dar continuidade à produção.

Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, o calendário de vacinação pode atrasar a partir de junho. A indefinição do governo da China na libera da exportação do IFA é o preciso motivo para o atraso das vacinas. Há expectativa é que o insumo seja liberado até próxima quinta-feira e, assim, chegaria até o dia 18, mas o envio ainda não foi confirmado.

Tags: