Caldas Novas: Professores contrariam liminar e não voltam às aulas presenciais

Profissionais da educação de Caldas Novas alegam falta de estrutura e segurança para a volta às aulas

Os professores da rede municipal de Caldas Novas anunciaram na última quinta-feira (5) que irão entrar em greve, contra a volta das aulas presenciais, a categoria alega que há condições de segurança em meio à pandemia do coronavírus. O profissionais querem manter as aulas em sistema remoto.

O sindicato dos Servidores Municipais defende que a paralização tem como objetivo a preservação da vida dos professores e outros trabalhadores da educação. Em nota o sindicato afirmou que Caldas Novas vive um momento crítico na propagação do vírus da Covid-19, e que apesar de entenderem a preocupação do Ministério Público do Estado de Goiás e do Poder Judiciário quanto ao direito à educação, os servidores entendem que o direito a vida é primordial.

Tags: