Cármen Lúcia pede que STF julgue queixa-crime contra Bolsonaro

Ministra solicitou a Luiz Fux que seja pautado o julgamento por suspeita de genocídio contra indígenas na pandemia

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia solicitou ao presidente da corte Luiz Fux que marque o julgamento de uma notícia-crime apresentada contra Jair Bolsonaro (sem partido), em que o mesmo é acusado de genocídio contra indígenas na pandemia da Covid-19.

A intenção do julgamento, é decidir se a Procuradoria-Geral da República (PGR) deve ou não abrir um inquérito para investigar o presidente por ter vetado um trecho de lei para assistência a indígenas, que garantia fornecimento de água potável e insumos médicos, durante a crise sanitária do coronavírus.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A notícia-crime cita também a conduta e gestão de Bolsonaro em relação ao restante da população na pandemia. Segundo informações do portal UOL, Fux não conversou com a ministra sobre o conteúdo do processo e uma possível data, e por falta de espaço na agenda o caso só passaria pelo plenário no segundo semestre.

Tags: