Home»Poder»Casa de Vidro é uma das denúncias de obras paradas, em Goiânia

A obra iniciada no Jardim Goiás, em 2010, tem apenas 7% concluída até hoje.

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

Além da casa de vidro, há diversas obras paralisadas

Devido a paralisação da obra, o vereador e delegado, Eduardo Prado (PV), denunciou o caso, na tribuna e alega que a prefeitura pode ter que devolver 200 milhões de reais para a UNIÃO. Isso se deve ao fato do Prefeito iris Rezende (PMDB), ter assinado uma obra de retomada e não ter dado continuidade.

Segundo o Vereador, que investiga as obras públicas paradas em Goiânia, Allysson Lima (PRB), Presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) está encontrando diversas dificuldades nesses casos no sentido de conseguir oficios, relatórios de gastos, contrato de capa a capa, medições, que são itens essenciais para a CEI fiscalizar obras públicas paradas.

Além da casa de vidro, há diversas obras paralisadas na capital, “acredito que tenha pelo menos 80 obras paradas hoje. Entre as principais estão: 13 CEMEIS que estão 100% parados, 7 postos de saúde, incluindo UPAS, a maternidade Oeste, Corredor T7, Marginal Cascavel e Marginal Bota Fogo” afirma Lima.

CEI investiga verba paga pelo Shopping Passeio das Águas

Foi pago pelo Shopping Passeio das Águas à Agência Municipal de meio Ambiente (AMMA) , um valor de 2 milhões de reais de compensação ambiental. Mas apenas parte do recurso foi aplicado na implantação de um parque ecológico na região noroeste da capital. Não houve nenhum contrato, nem relatório de gastos envolvendo a criação desse parque.

O vereador Alysson, lembrou que a prefeitura e o shopping assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público de Goiás e que essa verba tem necessariamente que ser empregada na região Noroeste. 

 

 

 

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!