Jornal Diário do Estado

Caso Kayky Brito: Bruno de Luca teria presenciado acidente e ido embora

Apresentador estava acompanhando ator em um quiosque e teria bebido seis doses de vodka, minutos antes do acidente

Novas imagens de câmeras de segurança obtidas pela RecordTV mostram que o apresentador Bruno de Luca viu o atropelamento do amigo, Kayky Brito, foi até o carro e retornou ao quiosque em que os dois estavam na Barra da Tijuca, Zona Oeste da capital. Ele teria ido embora do local logo após o acidente, sem prestar socorro ao amigo.

O acidente ocorreu na madrugada do último sábado, 2, quando Kayky e Bruno estavam com amigos no quiosque. Em outro vídeo, o apresentador apareceu indo até a parte de trás do estabelecimento para falar com funcionários depois de perceber que o amigo havia sido ferido. Testemunhas afirmaram que De Luca não prestou socorro e deixou local logo depois.

Bruno prestou depoimento na 16ª DP na última quarta-feira, 6, e contou que só soube no dia seguinte que a pessoa atropelada na orla era Kayky. “Estou mais aliviado, apesar de estar traumatizado. Foi a pior coisa que aconteceu na minha vida. Eu estou muito assustado. O Kayky é o meu melhor amigo, a gente estava escrevendo uma peça juntos, se divertindo. Quando eu fui pagar a conta, aconteceu o que vocês viram”, contou o ator em entrevista.

Além do apresentador, a polícia também ouviu o funcionário do quiosque onde os dois estavam. Em depoimento, ele contou que os amigos não estavam alcoolizados quando chegaram ao local, mas consumiram, ao todo, seis doses de vodka.

Acidente

Kayky Brito foi atropelado enquanto atravessava pela Avenida Lúcio Costa. De acordo com a polícia, ele deixou o quiosque para buscar algo no carro que estava estacionado no outro lado da pista. Ele foi atingido por volta das 0h51 e teve politraumatismo.

Segundo duas testemunhas do ocorrido, o ator parecia estar alterado e atravessava a avenida sem olhar se vinha carros. “”Um pouquinho antes [do atropelamento], a minha amiga tinha falado com ele [Bruno de Luca]: ‘Pô, cara, em vez de você ficar me zoando, presta atenção no seu amigo, que tá atravessando a pista toda hora. Pelo que ela disse pra gente, eles dois estavam muito loucos, doidos. O Kayky atravessando toda hora, correndo pra lá e pra cá. ” declararam.

O motorista que atropelou Kayky passou por exame de alcoolemia após o acidente e não estava bêbado. Ele é motorista de aplicativo e estava trabalhando, carregando uma passageira no momento do acidente. De acordo com ele, o ator “cruzou à pista repentinamente correndo” e foi impossível desviar.

Um exame será feito pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), da Polícia Civil, para verificar a velocidade em que o veículo estava no momento que atingiu o ator.