Central de Fiscalização encerra festa clandestina, fecha boates e bares na capital

Em evento realizado na região oeste da cidade, auditores fiscais encontraram mais de 300 pessoas aglomeradas e muitas sem máscaras de proteção.

Em ação fiscal realizada na noite desta sexta-feira (9/7) e madrugada de sábado (10/7) equipes da Central de Fiscalização de Combate à Covid-19 em Goiânia receberam seis denúncias de aglomeração em bares, boates e espaços de eventos na capital, em desrespeito aos decretos estaduais e municipais que suspendem essas atividades em virtude da pandemia do coronavírus.

Durante a operação, o proprietário de uma boate e um DJ foram conduzidos à Central de Flagrantes de Goiânia por violar medidas preventivas de saúde. Das denúncias recebidas, foram confirmadas cinco, duas delas operavam boates, estabelecimentos que estão proibidos na capital, um bar e uma distribuidora de bebidas, além de uma festa clandestina com mais de 300 pessoas no local. Os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais fechados e autuados, bem como o responsável pela chácara onde acontecia a festa clandestina receberam multas que podem ultrapassar R$10 mil, dobrando em caso de reincidência.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A ação da Central também contou com apoio da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás. Durante a ação, os fiscais das Secretarias de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) e Saúde (SMS) e da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) encontraram mais de uma centena de pessoas, sobretudo jovens, desrespeitando a determinação de uso de máscaras de proteção. Destas, 29 foram identificadas e qualificadas pelos agentes da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia (GCM), que dava apoio à ação, e serão autuadas e multadas pela Vigilância Sanitária municipal no valor de R$110,00.

LEIA TAMBÉM

• Oficial: Romaria de Trindade será retomada com suporte de profissionais de saúde• Vídeo: Russos se aglomeram por último lanche no McDonald´s• Ocupação de leito de UTI em Goiás sobe 32% em um dia

Informações: Willian Assunção, da editoria de Planejamento

Tags: