Jornal Diário do Estado

Chegou a hora: Brasil estreia contra a Sérvia na Copa do Mundo

Partida da Seleção Brasileira será a última da primeira rodada, diante de uma equipe europeia com bons nomes no ataque

Chegou o grande dia. Nesta quinta-feira, 24, a partir das 16h, a Seleção Brasileira faz a sua estreia na Copa do Mundo de 2022. No Lusail Stadium, mesmo palco da grande decisão, o Brasil encara a Sérvia pelo Grupo G da competição. Será o último jogo da primeira rodada da fase de grupos do Mundial do Catar.

Como chega o Brasil na Copa do Mundo?

O Brasil é um dos principais favoritos ao título da Copa do Mundo. Líder no ranking oficial da Fifa, uma das primeiras equipes a assegurar vaga no Mundial e melhor time das Eliminatórias da América do Sul, a Seleção Brasileira possui estrelas em praticamente todas as posições. A começar pelo craque Neymar, além de nomes como Alisson, Thiago Silva e Vinicius Júnior.

No outro duelo do Grupo G da Copa do Mundo, a Suíça derrotou Camarões pelo placar de 1×0 e assumiu a liderança momentânea da chave. Portanto, para ultrapassar os suíços e dormir na primeira colocação, o Brasil precisa vencer a Sérvia por pelo menos dois gols de diferença. Se ganhar por um gol de diferença, precisaria tomar menos de dois cartões amarelos.

O técnico Tite já desenhou o time provável que deve entrar em campo na tarde desta quinta. Os nomes são esses: Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro e Lucas Paquetá; Raphinha, Richarlison, Neymar e Vinicius Júnior.

E a Sérvia, pode aprontar?

Apesar de não ser uma seleção exatamente tradicional na história das Copas do Mundo, a Sérvia pode sim aprontar. Em seu elenco, os europeus possuem Vlahovic, Mitrovic e Tadic no setor ofensivo, três jogadores com potencial de desequilibrar. Eles atuam, respectivamente, por Juventus, Fulham e Ajax.

Portanto, o Brasil deve ficar atento para não permitir zebras, como ocorreu com a Argentina e a Alemanha. A escalação provável da Sérvia, do técnico Dragan Stojkovic, é a seguinte: Vanja Milinkovic-Savic; Milenkovic, Veljkovic e Pavlovic; Zivkovic, Gudelj, Sergej Milinkovic-Savic, Mladenovic (Kostic) e Tadic; Mitrovic e Vlahovic.