Chuvas na Alemanha deixam 42 mortos e centenas desaparecidos

A tempestade causou inundações em cidades alemãs. Até o momento, 42 pessoas morreram e milhares estão desaparecidos

Tempestades que atingiram países europeus nesta quinta-feira (15) causaram enchentes na Alemanha que provocaram a morte de, pelo menos, 42 pessoas.

Na Bélgica, as chuvas intensas deixaram 6 pessoas mortas. Luxemburgo e Holanda sofreram danos significativos.

A situação mais preocupante está na Região Oeste da Alemanha, onde as chuvas encheram rios, arrancaram árvores e inundaram estradas e casas.

Pelo menos 42 mortes foram registradas no país. 15 delas no distrito de Euskirchen (Renânia-Palatinado) até o meio-dia do horário local, informou a Polícia.

Os socorristas tentam resgatar vítimas, que, na maioria dos casos, são encontrados em cima de telhados de casas tentando fugir das enchentes. As autoridades orientaram que os moradores fiquem em casa e, se possível, ”se abriguem nos andares superiores, se necessário”.

A chefe do governo da Alemanha, Angela Merkel, afirmou que está ”chocada” com as inundações.

“Estou chocada com a catástrofe que tantas pessoas têm de suportar nas áreas inundadas. A minha solidariedade vai para as famílias dos mortos e desaparecidos”, escreveu na rede social Twitter, em nome da chanceler, o porta-voz do Governo alemão Steffen Seibert. “Os meus mais sinceros agradecimentos aos inúmeros socorristas e aos serviços de emergência incansáveis”, concluiu.

“Temos consciência do perigo, mas nunca vimos nada igual. Meu padrasto tem quase 80 anos, é de Mayen e diz que nunca experimentou nada parecido”, acrescentou Ortrud Meyer, de 36 anos, ciente de que a cidade está parcialmente construída em uma zona de inundação.

A quantidade de vítimas pode aumentar. Na comuna de Schuld, ao sul de Bonn, foram contabilizados entre 50 a 60 desaparecidos após seis casas desabarem ao logo do rio.

Tags: