Paço em atrito com a Câmara: Clécio Alves reclama de tratamento de Iris

O vereador Clécio Alves (PMDB), considerado por muitos parlamentares como um dos principais defensores de Iris Rezende (PMDB), levantou críticas ao prefeito durante a sessão plenária de hoje (15). O peemedebista, que também é líder do partido na Casa, disse que está descontente com o tratamento que recebe no Paço Municipal e de outras ações que estariam acontecendo contra ele.

“Eu não fiz campanha para mim, fiz campanha para o Iris. Acreditei nele como nunca acreditei em ninguém, mas tenho sido tratado como oposição”, criticou o parlamentar. Para ele, algumas pessoas que cercam o prefeito se sentem “reizinhos” dentro da administração e “acham que mandam na cidade”.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Clécio também disse que algumas pessoas da administração estão lhe “tratando covardemente”, além de outras pessoas ligadas a ele. “Estão dizendo que ‘gente do Clécio’ é para ser tratada ‘no chicote, a pão seco”.

LEIA TAMBÉM

• Ana Paula, filha de Iris Rezende, diz que não tem pretensões políticas• Núcleo duro petista quer trocar marqueteiro para campanha de Lula• Avenida Castelo Branco não terá nome de Iris Rezende, decide Câmara

Apesar das críticas, o peemedebista disse que continua ao lado do prefeito e que vai ficar ao seu lado até quando Iris decidir.

Oposição
A posição de Clécio levantou a discussão sobre a base do prefeito dentro da Casa. Alguns vereadores já consideram que o prefeito tem pouca ou nenhum aliado dentro do plenário. Em entrevista especial ao Diário do Estado, na semana passada, o vereador Eduardo Prado disse que observava que “há uma parcela grande de vereadores, principalmente da base do Iris, que não está satisfeita com algumas atitudes do prefeito”.

“Na Câmara Municipal, o Iris não tem uma base consolidada”, afirmou o parlamentar.

A vereadora Priscila Tejota (PSD) considera Clécio como um dos únicos defensores do gestor dentro da Câmara. Para ela, as posições dentro do plenário mostra vereadores mais voltados à oposição do que a situação.
“O prefeito não tem líder na Câmara, eu não vejo ninguém defendendo o prefeito, praticamente é todo mundo oposição ali nesse momento”, destacou. “Ainda não chegaram projetos importantes para votar, mas o tempo inteiro são críticas. Eu considero que na verdade não existe é situação, não tem ninguém conseguindo defender. Hoje o Clécio e o Izidio ainda levantam para defender o Iris, mas não para defender as ações da prefeitura”.

Tejota acredita que a oposição deve aumentar nos próximos dias: “Alguns já sinalizaram insatisfações então eu acho que deve aumentar. Existe um descontentamento em relação ao tratamento do Paço”.

Tags: