//

Após 2 dias em fuga na estrada, goiano chega à fronteira da Ucrânia com Romênia

Gabriel Costa saiu de Kiev e foi para outra cidade se encontrar com amiga para saírem juntos de carro da zona de conflito com a Rússia

Em

O goiano Gabriel Costa, de 27 anos, finalmente conseguiu chegar à fronteira da Ucrânia com a Romênia. Ele e uma amiga estavam na estrada há dois dias enfrentando trânsito congestionado desde Bila Tserkva, cidade onde ela mora. Ele havia saído da capital Kiev no dia anterior à noite após o início do ataque russo.

Em um comunicado publicado em uma rede social, a família do rapaz informa que a dupla está com problemas de comunicação devido à falta de internet e pede orações. “Ainda não conseguiram atravessar, mas já estão praticamente seguros”, postaram. No entanto, é provável que eles não consigam entrar na Romênia hoje.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A reportagem do Diário do Estado entrou em contato com uma amiga com quem Gabriel tem contato por telefone quando há sinal de rede no celular. Segundo Fernanda, na conversa mais recente com Gabriel, ele disse que estava há 36 horas aguardando em uma fila de carros formada por pessoas fugindo da guerra.

LEIA TAMBÉM

• Justiça mantém prisão de jovem que matou ex-sogro• Jovem que matou ex-sogro deve ser indiciado por outro crime ainda nesta sexta, 1°• Homem que matou ex-sogro em Goiânia depõe por mais de duas horas

“A fila não anda por que o pessoal da fronteira está dando prioridade para os pedestres por causa do frio, principalmente mulheres, crianças e idosos”, afirmou o goiano à amiga por mensagem.

O gerente de contas, que estava na Ucrânia há três anos, enviou a ela um vídeo que mostra o local onde está. Fernanda compartilhou as imagens com a reportagem e autorizou a divulgação. Na gravação, ele lamenta a situação.

“Olha a quantidade de carros. Agora me diz uma coisa: como uma família consegue trazer uma vida de 40, 50, 60 anos dentro de um carro? A maioria das pessoas aqui trouxeram água, comida, mas o resto ficou para trás. Sonhos, realizações… É tão difícil ver a tristeza no rosto das pessoas. As crianças não entendem o que está acontecendo”, narra Gabriel.

Além dele, há cerca de outros 500 brasileiros na Ucrânia, de acordo com a Embaixada Brasileira na Ucrânia. A orientação dada a eles pelo governo brasileiro é abrigar-se em um local seguro, acompanhar as notícias e aguardar.

Saga

Gabriel iniciou a jornada para fugir na quinta (24), por volta das 19 horas. A família tinha chegado a comprar uma passagem aérea para ele, mas os ataques da Rússia fizeram com que a Ucrânia fechasse os aeroportos. Ele publicou um vídeo nas redes sociais no qual mostra que utilizou um espécie de patinete elétrico para percorrer 20 quilômetros da capital Kiev até a residência da uma amiga brasileira em outra cidade ucraniana.

As imagens mostram ruas vazias sinalizando que a população já estava obedecendo o toque de recolher imposto pelo governo local  a partir das 22 horas. Parte do trajeto seria com metrô e o rapaz filmou uma estação lotada de pessoas se refugiando no local. Como o transporte estava cheio, Gabriel decidiu ir para a rua tentar carona e conseguiu. “Um anjo de deus me deu carona, cara super gente boa, me joguei na frente do carro e falei ‘moço, pelo amor de deus, me leva para outra cidade’ ”, disse.

Na estrada com trânsito congestionado, ele chegou a flagrar a movimentação de um veículo militar ucraniano. O restante da viagem foi concluído com o patinete, em meio a tensão e frio. Na manhã desta sexta (25), eles iniciaram o trajeto de carro para a fronteira com a Romênia.

Tags: