// Poder

Bolsonaro quer PIX de R$ 1 mil para caminhoneiros e elevar Auxílio Brasil para R$ 600

Faltando menos de quatro meses para as eleições, presidente aposta em programas sociais para recuperar popularidade diante dos brasileiros

Em

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se movimenta de todas as maneiras para recuperar sua popularidade. Há menos de quatro meses das eleições o chefe do planalto aposta em programas sociais para amenizar os impactos do escândalo de corrupção no MEC dos problemas provocados pelas frequentes altas no preço dos combustíveis.

A novidade repercutida na tarde desta quinta-feira (23) é que Bolsonaro decidiu elevar de R$ 400 para R$ 600 o Auxílio Brasil e ainda criar um vale para caminhoneiros autônomos de R$ 1.000. Os dois temam devem entrar na pauta de reunião entre a equipe econômica do presidente e líderes do Congresso na próxima segunda-feira (27).

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O benefício aos caminhoneiros foi uma alternativa encontrada pelo governo federal exatamente para compensar a alta no preço dos combustíveis. As duas medidas devem ter validade até dezembro desse ano. Lembrando que essa semana Bolsonaro também prometeu diminuir o pagamento do vale gás de R$ 53 que é bimestral para mensal.

LEIA TAMBÉM

• Lula, Bolsonaro, Tebet e Ciro cumprem agenda em Salvador neste sábado, 2• Vídeo: Adele surpreende o público ao gritar ‘Fora Bolsonaro’ em show• Datafolha: Lula lidera com 43% e Bolsonaro tem 30% em São Paulo

As ações precisam ser aprovadas pelo Congresso. As ações devem ser regulamentadas através de uma PEC sendo instituídas através do chamado ‘estado de emergência’. A articulação é toda pensada para evitar as restrições impostas pela Legislação Eleitoral por conta da proximidade do pleito do dia 2 de outubro.

Tags: