// Rosana Melo

Chuva em Goiás, só na 2ª quinzena de outubro

Em

Sombra e água fresca são necessários aos goianos neste tempo de seca e calor intenso que deve ser quebrado somente a partir da segunda metade do mês de outubro. Não deve chover com intensidade e frequência no estado nos próximos 30 dias. A informação é do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

Apesar da notícia sufocante, André Amorim, gerente do Cimehgo, disse que uma frente fria vai passar “próxima” a Goiás na quarta-feira e com isso, podem ocorrer chuvas isoladas na Região Sudoeste do Estado, “mas não a ponto de provocar a queda nos termômetros”, alertou.

Boletim meteorológico emitido pelo Cimehgo para esta segunda-feira, 13, é de altas temperaturas em todas as regiões de Goiás, variando entre 37 graus nas regiões Sudoeste e Sul até aos 41 graus na região oeste do Estado. Goiânia, assim como toda região central deve registrar até 38 graus com a umidade do ar chegando a 12% em todo o estado, inclusive na capital.

Meia Ponte

A vazão do Rio Meia Ponte está no nível crítico 3, o que significa que todos os usuários da indústria, pecuária e irrigantes precisam reduzir o consumo em 50% para evitar um comprometimento no abastecimento de água. Caso isso não ocorra e com o início de chuvas frequentes previstas somente para a segunda quinzena de outubro, o nível crítico pode avançar para o 4. “Se isso acontecer, pode ter revezamento no fornecimento e até mesmo racionamento”, afirma André Amorim, gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo) da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

“Goiânia precisa colaborar. Tem contribuído muito pouco neste sentido. Ainda é possível ver gente lavando calçada na capital. Como pedir ao produtor em Nova Veneza, por exemplo, para economizar o consumo em 50% se ele vê o goianiense esbanjando a água nas torneiras. É preciso colaborar no uso consciente da água pra que tenha mais água no rio”.


Rosana Melo

Rosana Melo é jornalista, vencedora dos prêmios: Prêmio AMB de Jornalismo da Associação dos Magistrados Brasileiros - Regional Centro Oeste; 13º Prêmio Embratel Regional Centro Oeste; 2º Prêmio MP-GO de Jornalismo; Prêmio OAB-GO de Jornalismo - todos em primeiro lugar e menção honrosa como finalista em dois Prêmios Esso categoria Jornal Impresso.