//

Exclusivo: Goianos vão defender o Brasil no futebol americano

Em

Três jogadores naturais do estado de Goiás vão defender a Seleção Brasileira de futebol americano. Nesta semana, o offensive lineman Murilo Machado, o wide receiver Ewandson Nunes e o tight end Carlos de Paiva receberam convocações para integrar o Brasil Onças, equipe comandada pelo head coach Brian Guzman. A amarelinha enfrentará o Europe Warriors, com os melhores atletas do Velho Continente, no próximo mês de março.

Um goiano que atua na Polônia

Os goianos do futebol americano atuam em setores diferentes do campo. Murilo Machado é um nome que já apareceu aqui no Diário do Estado, em uma entrevista feita em novembro de 2021. O jogador de linha ofensiva começou a sua trajetória no Goiânia Rednecks, e em seguida rodou pela Europa até chegar ao Panthers Wroclaw. Atualmente, o atleta atualmente mora na cidade de Breslávia, na Polônia, e agora teve a notícia de que fará parte do elenco da Seleção Brasileira.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Estou bastante feliz e agradecido por esta oportunidade. É bom ter o reconhecimento pelos esforços que foram colocados dentro deste esporte, oportunidade de representar teu país, representar seu nome, é uma forma de afirmar que seus esforços estão sendo suficientes”, destacou ao DE.

Os Rednecks no futebol americano

Ewandson Nunes é mais um goiano que fará parte da esquadra do Brasil. O wide receiver, que atua pelo Goiânia Rednecks, se mostrou muito feliz com a chance de representar a nação. “Essa sensação para qualquer atleta é a melhor que existe. Na verdade é até melhor do que ir para um time especial, de tal região, porque você vai estar representando não só a sua região, mas o seu país e todos que ali vivem. São diversos jogadores, e ter a oportunidade de estar representando, não tem sensação melhor”, comentou.

Além disso, o jogador descreveu o quanto a rotina de um atleta de futebol americano é intensa e complicada, exemplificando como ele treina todos os dias na musculação, com atividades coletivas três vezes por semana. “Você trabalhar duro todo dia, mês, ano, é muito difícil. Ser convocado é o reconhecimento que todo atleta procura. Dentro do nosso cenário nacional, o objetivo de todo atleta é vestir a camisa amarelinha, ainda mais em um esporte tão competitivo e técnico”, concluiu.

Por fim, o tight end Carlos de Paiva também fará parte do elenco do Brasil Onças. Em suas redes sociais, o jogador dos Rednecks descreveu o momento como “um sonho de criança”.

Alguns detalhes do Brasil Onças Week

Os 49 jogadores convocados pela Seleção Brasileira vão enfrentar o Europe Warriors em março, na cidade de São Paulo. Com palestras, workshops e atividades voltadas para o crescimento do futebol americano no território nacional, há uma programação recheada, assim como em 2017. Naquela ocasião, nenhum dos três goianos convocados estiveram presentes no evento, que contou também com um amistoso diante da Argentina. O Brasil Onças Week tem organização da Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA).