// Poder

Número 2 do Ministério da Saúde também foi exonerado

Diário Oficial da União desta quarta-feira (11) trouxe duas baixas no alto escalão do governo Bolsonaro

Em

A exoneração de Bento Albuquerque, ex-ministro de Minas e Energia, não foi a única baixa no alto escalão do Governo Bolsonaro (PL).

A edição desta quarta-feira (11) do Diário Oficial da União (DOU), trouxe também a exoneração, a pedido, do secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Otávio da Cruz.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

É o segundo posto mais alto da pasta, já que tem influência na tomada de decisão do setor, ficando abaixo apenas do cargo do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

LEIA TAMBÉM

• Pedro Guimarães deixa presidência da CEF após denúncias de assédio sexual• Caiado vai a Brasília garantir área para Hospital Estadual do Câncer• Metade das crianças goianas está com esquema vacinal incompleto

Quem assume a função a partir de agora é Daniel Meirelles Fernandes Pereira, até então, assessor especial da pasta.  Daniel já foi diretor-adjunto da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e foi indicado pelo presidente Bolsonaro (PL), para a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Á época a nomeação para Avisa não deu certo depois que a Associação de Servidores da Anvisa (Univisa) emitiu nota mostrando ser contra a indicação de Pereira.

Tags: