Jornal Diário do Estado

// Poder

Vitor Hugo atropela Wilder e fala pelo PL de Goiás em reunião nacional

Em

Um encontro do PL nacional em Brasília, na semana passada, com a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro, mostrou o ex-deputado federal e candidato derrotado ao Palácio das Esmeraldas Major Vitor Hugo falando grosso em nome do partido em Goiás – ignorando que o diretório estadual é presidido pelo senador Wilder Morais.

Aliás, Wilder não estava presente. Se foi convidado ou não, ignora-se. Em uma fase de 100% de discrição, o senador recusa contato com jornalistas e não aparece para nada. Fato é que Vitor Hugo deitou e rolou na reunião como se ainda estivesse no comando do diretório goiano, chegando a anunciar, no final, que a legenda definiu as metas para Goiás quanto a 2024: eleger mais de 100 prefeito e 40% dos vereadores.

Números irreais, diga-se de passagem. Com menos de 30 municípios, hoje, isso significaria mais do que triplicar esse número. Não há a menor base para isso no interior. E falar em 40% do total de vereadores é mais utópico ainda, já que são atualmente acima de 2.500, com um alto grau de pulverização partidária. A “meta” do PL de Vitor Hugo, portanto, seria eleger mais que quase 1.000.

Vitor Hugo, quanto a si próprio, continua indefinido. Em tese, oscila entre se candidatar no ano que vem a prefeito de Anápolis, Goiânia ou Jataí. Haja vistas ao perfil político do eleitorado de cada uma dessas cidades, o anapolino é o mais bolsonarista. Portanto, onde ele teria mais chances.

Tags: