// Poder

Xand Avião: pegou muito mal politizar show em Aparecida de Goiânia

No meio da apresentação, o cantor - que não tem domicílio eleitoral em Goiás - disse: "eu votar no Gustavo Mendanha"

Em

Era para ser entretenimento, mas acabou virando palanque político a apresentação do cantor Xand Avião em um show realizado no dia 6 de maio em Aparecida de Goiânia.

O cantor, nascido na cidade de Itaú, no Rio Grande no Norte, atualmente mora em Fortaleza (CE), portanto, sequer vota em Goiás. Apesar disso declarou durante seu show que vai votar em Gustavo Mendanha (Patriota).

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O ex-prefeito de Aparecida é pré-candidato ao Governo de Goiás.

LEIA TAMBÉM

• Goiás perde para o América e amarga a zona de rebaixamento• ‘Minha dor só não é maior do que o meu amor’, escreve Caiado sobre perda do filho• Suspeito de seis homicídios, jovem de 18 anos é preso em Goiânia

“Não tô fazendo campanha, viu gente. Eu tô falando que ele é meu governador. Eu vou votar no Gustavo Mendanha”, falou o cantor durante apresentação.

Tudo aconteceu no evento Aparecida é Show. Quem estava no palco e também foi cumprimentado por Xand Avião foi o prefeito da cidade, Vilmar Mariano (Podemos).

A declaração de Xand, de acordo com o advogado Carlos Alberto Lima, especialista em Direito Eleitoral, é que a atitude pode até não configurar campanha política eleitoral, já que, apesar de expressar apoio ao pré-candidato, não chega a pedir voto aos presentes.

“A lei proíbe o pré-candidato faça pedido expresso de voto, mas não fala nada em  casos de declaração de apoiador. Caberá a Justiça Eleitoral analisar cada caso e decidir”, explicou.

Porém o advogado alerta que a estratégia pode ser utilizada para confundir o eleitor que acaba escolhendo um candidato, não pelas suas propostas, mas por influências externas no processo de campanha eleitoral.

“Fora isso entramos na questão de que a lei é vaga em alguns sentidos e ações assim acabam abrindo espaço para que mais pessoas desobedeçam a lei sem que nada aconteça. Cabe ao eleitor ficar atento a essas ações e saber escolher aqueles que serão seus representantes públicos”, alertou.

Vídeo:

Tags: