Com medo de manifestantes, Bolsonaro entra pela porta dos fundos de hotel

O presidente irá discursar na Assembleia-Geral da ONU em Nova York nesta terça-feira (20)

Protestantes fizeram com que Bolsonaro entrasse pela porta do fundos durante sua chegada no hotel Intercontinental em Nova York, onde participará da Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU). Mais tarde, autoridades informaram à imprensa que o chefe do executivo já estava no local mas decidiu ir pela entrada traseira em obediência a uma determinação do Serviço Secreto Americano.

Na frente do hotel, milhares de pessoas esperavam pelo presidente. Foram confirmados protestos organizados contrários ao governo com grupos que seguravam faixas escritas “Stop Bolsonaro” (Pare Bolsonaro) e “You are not welcome here” (você não é bem vindo aqui), enquanto gritava “criminoso” e “genocida”.

Medo?

Apesar de está conformado com as manifestações feitas por pessoas contrária ao seu governo, Bolsonaro notou uma grande diferença no cenário ao ser informado que nenhum apoiador teria ido o receber na chegada aos EUA.

Há dois anos a situação foi bem diferente, o chefe do executivo entrou pela porta da frente do hotel e ainda acenou.

Discurso na ONU

Bolsonaro discursara na ONU nesta terça-feira (21). Em conversa com apoiadores, em Arianos, munícipio de Minas Gerais, ele disse que dizer algumas verdades sobre a real situação do país.

“O que eu devo falar lá? Algo nessa linha: se o marco temporal for derrubado, se tivermos que demarcar novas terras indígenas, hoje em dia temos aproximadamente 13% do território nacional demarcado como terra indígena já consolidada. Caso tenha-se que levar em conta um novo marco temporal, essa área vai dobrar”, disse na ocasião.

Tags: