Comandante-geral da PM desmente áudio que revelava paralisação

Nos últimos dias, um áudio de um suposto policial militar conclamando e revelando um ato paredista da Polícia Militar (PM) tem sido amplamente divulgado nas mídias sociais. Por conta da repercussão do caso, o comandante-geral da PM, Divino Alves de Oliveira, veio a público e negou qualquer possibilidade de greve.

“Reafirmo, enquanto comandante-geral, não existe a menor possibilidade de tal fato acontecer aqui no nosso estado. A Polícia Militar está nas ruas, realizando o policiamento ostensivo preventivo fardado, aquilo que lhe é de atribuição constitucional”, afirmou.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Segundo o comandante da corporação, os áudios sequer são de Goiás. “Foram veiculados em Minas, mas estão utilizando como se fossem manifestações de policiais militares goianos”, salientou.

LEIA TAMBÉM

• Depois de ficar horas desaparecido, idoso é resgatado em gruta de fazenda• Parte do ‘arsenal’ apreendido em Senador Canedo é falso• Cabelo, planta e itens para festa: veja furtos inusitados dentro e fora de Goiás

Divino Oliveira foi duro ao repelir os áudios. “São mentiras, situações fraudulentas que pessoas mal intencionadas estão colocando em redes sociais”, disse. “A população de Goiás pode e deve confiar na sua Polícia Militar”, completou.

Tags: