Como a mulher pode detectar os nódulos do câncer de mama? Profissional explica

Antes da mamografia, técnicas podem ajudar a mulher a detectar o problema

Esta sexta-feira, 5 de fevereiro, é o Dia Nacional da Mamografia, um exame que detecta um dos tipos de câncer que mais matam no mundo: o câncer de mama. Por isso, o Diário do Estado conversou com Alana Rezende, Coordenadora do curso de Enfermagem na Faculdade Estácio de Sá. “A mamografia, apesar de muitas mulheres terem receio de fazer o exame por conta do desconforto, é um exame com um benefício gigante  porque ele consegue descobrir o câncer antes mesmo do aparecimento de qualquer sintoma. De acordo com o Ministério da Saúde, as mulheres acima de 50 anos precisam fazer esse exame a cada dois anos, até os 69 anos de idade”, conta.

Mas a enfermeira ressalta que essa recomendação de idade não é um consenso entre os órgãos de saúde. “De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia, as mulheres após os 40 anos precisam estar realizando este exame anualmente”. Segundo a profissional, mesmo que as mulheres costumem procurar os médicos com mais regularidade do que os homens, ainda existem aquelas que deixam de buscar os atendimentos “por medo da dor do exame”. Mas ela desmistifica essa dor: “o mamógrafo nada mais é do que um aparelho de raio-x, e o desconforto é pequeno se comparado ao benefício de se detectar um câncer no começo”.

A coordenadora afirma que quando detectado precocemente, o câncer de mama tem 90% de chances de ser combatido e curado. “Às vezes focamos muito na idade acima dos 40 anos, mas e antes, o câncer também não pode aparecer? Pode! A partir do momento que a mulher tem formação de mama, ela precisa fazer o auto exame das mamas”, alerta a profissional. “Todo mês, sete dias antes da menstruação ou sete dias depois. Não indicamos durante o período porque é comum a existência de glândulas mamárias que podem se confundir com o nódulo”, ensina.

E como detectar estes nódulos no corpo? “Em frente a um espelho, a mulher vai colocar uma das mãos na cabeça e com a outra mão ela vai apalpar a mama em movimentos circulares, procurando a presença de caroços ou algo que esteja diferente do usual”, descreve. “Qualquer alteração visível, é importante buscar um profissional de saúde, porque nessa de esperar os 40 anos para fazer a mamografia… principalmente quando há casos na família”, observa Alana.

Então, quais seriam os principais fatores que causam o câncer de mama? “Mulheres que não tiveram filhos entram nos fatores de risco, bem como a primeira gestação e o uso de anticoncepcional. Histórico de alcoolismo ou tabagismo, alimentação inadequada e stress. Além destes, modificáveis, outros que não temos o poder para mudar é a idade, casos da primeira menstruação cedo demais, a menopausa e sim, a hereditariedade, que é genética”, ressalta a professora de enfermagem.

Veja muito mais na entrevista completa acima.

Tags: