Home»Cotidiano»Construção da rede de drenagem na Av. Goiás começa na próxima segunda-feira, 8

Com extensão de 1,9km, a rede será construída em três fases, até chegar à Praça Cívica Após a conclusão, as obras serão realizadas na outra pista, em sentido contrário até à Avenida Independência

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

A Prefeitura de Goiânia inicia na próxima segunda-feira, dia 8 de julho, na Avenida Goiás, mais uma etapa da construção da rede de drenagem que vai solucionar os problemas de enchentes e alagamentos nas adjacências da Avenida, região da Rua 44, Avenida Independência, Praça do Trabalhador, Praça do Bandeirante e Praça Cívica.

Os serviços serão feitos em três etapas até chegar à Praça Cívica. Na primeira, as obras serão executadas entre a Avenida Independência e a Avenida Paranaíba; a segunda, da Avenida Paranaíba à Avenida Anhanguera; e a terceira, da Avenida Anhanguera até a Praça Cívica. Concluídas as três etapas, as obras serão realizadas na outra pista, em sentido inverso, chegando até à Avenida Independência.

Trânsito

Durante o período da construção da rede, será necessário interditar a pista da Avenida em que a obra está sendo realizada e nessa primeira etapa, o trecho entre a Avenida Independência e a Rua 55 será fechado, e a SMT estabelecerá o sistema de sinalização e novas alternativas de rotas e desvios.

Requalificação

Paralelo às obras da rede de águas pluviais, a Avenida será requalificada e preparada para receber a operação do BRT, para isso serão construídas as estações de embarque e desembarque de passageiros, e implantados os pavimentos rígido e flexível. As calçadas serão readequadas, conforme as normas de acessibilidade, e arborizadas; será adotada iluminação de led em toda a via, trocadas as árvores condenadas e a sinalização será completamente revitalizada – horizontal, vertical e semafórica, com semáforos inteligentes.

Rede de drenagem

A rede de drenagem completa tem 2,6km e vai da Praça Cívica ao Setor Norte Ferroviário; parte integrante do complexo do BRT, conta com orçamento na ordem de R$ 7,8 milhões.
Os trabalhos de construção tiveram início em maio e, por ser o trecho mais complexo, começaram pela Rua 4, no Setor Norte Ferroviário, onde se dará o lançamento no Capim Puba, de lá passará pela Avenida Oeste, no Setor Marechal Rondon, seguirá pela Rua 74 e subirá a Avenida Goiás, cruzará a Avenida Independência e chegará até à Praça Cívica.

O projeto da rede é audacioso, com utilização de tubulação em Ribiloc (PVC), de 500mm de diâmetro, na Praça Cívica (início), e de 1.600mm de diâmetro (1,60m), no Capim Puba, onde será o lançamento. A capacidade de vazão é de 10 mil litros de água por segundo.

Para o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, com o sistema de drenagem, Goiânia dará um salto qualitativo muito grande na área de saneamento ambiental, proporcionando a uma região muito populosa, mais segurança no período de chuva e a Seinfra está fazendo um trabalho de conscientização junto aos lojistas, moradores e frequentadores da Avenida Goiás, informando sobre o início das obras e alertando sobre a sua importância para a cidade e, principalmente, para quem mora e trabalha na região central.

“A rede de drenagem é uma obra de extrema importância para todo o centro de Goiânia, que é muito adensado e sofre com problemas de enchentes e alagamentos e não é mais possível atrasar a sua construção, até porque, é uma exigência para a implantação do BRT, que é outra obra urgente e necessária, por isso, estamos conversando com todos que vivem, trabalham e passam pela Avenida Goiás e explicando que os transtornos de hoje são necessários para o bem estar e a segurança de amanhã”, afirma.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!