Coronavírus: Brasil proíbe voos de seis países africanos

Nova variante detectada na África proecupa o mundo e faz Brasil fechar as fronteiras, seguindo orientação da Anvisa

A identificação de mais uma variante do coronavírus faz o Brasil proibir voos de seis países do continente africano. O risco de proliferação da nova cepa, chamada de ômicron, é alto por isso o fechamento de fronteiras para África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue e Eswatini (ex-Suazilândia).

A medida foi anunciada nesta sexta (26) à noite pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, seguindo orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro declarou em entrevista à imprensa que é contra o fechamento de fronteiras por causa da covid-19 e que a nova variante do coronavírus já está no Brasil.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Além do Brasil, União Europeia, Reino Unido e os Estados Unidos também proibiram voos desses seis países africanos. No entanto, o governo norte-americano incluiu outros dois: Moçambique e Malawi.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o novo tipo do coronavírus está presente em três continentes, tem diversas mutações e apresenta alto risco de transmissão e de reinfecção.

Nome grego

O ômicron foi reconhecido pela OMS como a quinta variante do coronavírus, dessa vez registrada em Botsuana. O nome faz referência à sequência de letras do alfabeto grego, assim como nas cepas já identificadas: alfa, beta, gama e delta.

Tags: