Jornal Diário do Estado

Corpos de policiais afogados em perseguição são encontrados no Rio São Bartolomeu

Segundo o Corpo de Bombeiros, o resgate apresentou muitos desafios para os agentes, visto que o rio tem águas turvas, lama e galhos submersos

Os corpos de dois policiais militares foram encontrados, na noite desta terça-feira, 3, no Rio São Bartolomeu, entre o município de Luziânia e de Cristalina, ambos na região do entorno do Distrito Federal.

Os agentes se afogaram ao entrar no rio durante uma perseguição, por volta das 17h50. Para realizar o resgate, 12 bombeiros militares de Cristalina e de Luziânia foram mobilizados, além do reforço da Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF).

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO), o resgate apresentou muitos desafios para os agentes, visto que o rio São Bartolomeu tem águas turvas, lama e galhos submersos. “Foi um momento muito difícil para nós, porque se trata de irmãos de farda. Mas entendemos também a importância do nosso trabalho, um trabalho rápido e eficaz para que pudéssemos dar, nesse momento difícil, dignidade a seus familiares e amigos. E nos colocamos à disposição, tanto da sociedade como da Polícia Militar Estadual”, declarou o Major Eberson Holanda, comandante do 5º Batalhão Bombeiro Militar de Luziânia.

Apesar desses empecilhos, os bombeiros encontram os corpos por volta das 23h40, a uma profundidade de 15 metros e a 50 metros de distância da margem do rio. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia.