Covid-19: Caiado descarta novo decreto em Goiás, nos próximos dias

Governador disse que o foco deve ser no incentivo à vacinação

Na noite desta quinta-feira (13), o governador Ronaldo Caiado descartou a possibilidade de que um novo decreto de medidas restritivas contra Covid-19 seja editado no estado, nos próximos dias. Goiás registrou aumento de 330% na média móvel de casos.

A declaração do governador foi dada durante coletiva de imprensa no Cel da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Aparecida de Goiânia, durante evento de posse da nova presidência da OAB Goiás. O governador defendeu que a principal meta e regra, no momento, é estimular a vacinação contra a Covid-19. Além disso, apontou que cada prefeito deve analisar a situação de seu município e incentivar a imunização.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Covid-19 em Goiânia

Em nota, a assessoria do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, afirmou que o município “estuda implementar ações para reduzir a circulação de pessoas nos ambientes mais propícios à disseminação de doenças infectocontagiosas”. O município fará testagem ampliada de Covid-19 ao longo deste fim de semana. Sendo quatro pontos distribuídos pela cidade, que varia conforme o dia. Clique aqui para saber  os locais.

Confira a nota na íntegra

A Prefeitura de Goiânia informa que tem analisado com atenção os dados epidemiológicos e estuda implementar ações para reduzir a circulação de pessoas nos ambientes mais propícios à disseminação de doenças infectocontagiosas.

Nesta quarta-feira (12), os secretários Durval Pedroso (Saúde), Arthur Bernardes (Governo) e o secretário particular e chefe de gabinete do prefeito, José Alves Firmino, se reuniram com representantes dos segmentos comerciais e analisarem as informações relacionadas ao combate à Covid-19 no Município.

As informações e os números levantados serão apresentados ao prefeito Rogério Cruz, que trabalha de maneira remota, para subsidiar a tomada de decisão, que será comunicada até o fim desta semana.

Cenário em Aparecida de Goiânia

Neste sábado (14), Aparecida ampliará a testagem da população com o exame RT-PCR. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a média de resultados positivos na testagem da prefeitura saltou de 7,63%, em dezembro de 2021, para 22,03% em janeiro deste ano.

Sobre planejar medidas restritivas para conter a Covid-19, a pasta informou, em nota, que “Aparecida segue uma rigorosa Matriz de Risco que norteia a aplicação de restrições a circulação de pessoas e que no cenário atual permite as flexibilizações vigentes”.

Na nota, a SMS destaca que faz monitoramento constante, com testagem em massa e sequenciamento genômico. Além disso, recomendou a vacinação.

Confira o texto na íntegra:

“Todas as decisões em Aparecida de Goiânia são tomadas com base na técnica e na ciência pelo Comitê de Enfrentamento e Prevenção à COVID-19, composto por representantes da Prefeitura, Câmara, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, Aciag e outras entidades e coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde, que promove uma estratégia de monitoramento constante, com testagem em massa e sequenciamento genômico, cuidado da população que necessita de atendimento hospitalar e vacinação.

Além disso, Aparecida segue uma rigorosa Matriz de Risco que norteia a aplicação de restrições a circulação de pessoas e que no cenário atual permite as flexibilizações vigentes. Portanto, toda decisão do Comitê será amplamente divulgada para a população.

Neste momento, a Secretaria de Saúde recomenda a vacinação, a realização de testes para quem tem sintomas ou contato com quem testou positivos nos últimos dias e adoção das medidas sanitárias – utilização de máscaras, evitar aglomerações e locais sem ventilação, bem como a utilização de álcool em gel”.

Caiapônia publica decreto

Decreto publicado nesta quinta-feira (13), em Caiapônia, altera o funcionamento do comércio no município. Celebrações religiosas poderão acontecer, mas com capacidade máxima de 70%.

Ficam proibidos eventos em locais fechados, como salões de festas. Casas de shows, boates e afins não podem funcionar. Bares, restaurantes, supermercados e todas as atividades comerciais devem fazer controle do número de pessoas para evitar aglomerações. É obrigatório que ofereçam álcool em gel para higienização das mãos. Velórios podem acontecer normalmente, sem limite de horário e lotação, desde que sigam medidas sanitárias.

O descumprimento das regras está sujeito a penalização que vai de notificação e multa a perda do alvará de funcionamento. O decreto vale até março de 2022 e entra em vigor na data de publicação.

 

 

Tags: