Criança de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis pelo celular da mãe

O garotinho estava brincando com o celular da mãe quando clicou no carrinho de compras e comprou tudo em imóveis

O que você faria se o seu filho de 2 anos pegasse o seu celular e comprasse um alto valor apenas em móveis? Essa situação é real e aconteceu nos Estados Unidos. O pequeno Ayaansh Kumar, que completará 2 anos em março deste ano, estava brincando com o aparelho da mãe e apertou o botão. Resultado: Uma compra de quase US$ (cerca de R$ 10,8 mil) em móveis.

Madhu Kuma, mãe do menino, tinha adicionado vários itens no carrinho de compras virtuais do site do Walmart. Ela e o marido apenas descobriram a compra que o pequeno havia feito após várias caixas começarem a chegar na casa deles, em Nova Jersey.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Entre pacotes, poltronas e suportes para plantas. À NBC, os pais disseram que devem ficar com alguns itens e devolver outros, além de pedir o reembolso.

LEIA TAMBÉM

• O que se sabe sobre o ataque terrorista em Buffalo, EUA• Vídeo: Casal de dublês surpreende ao sair de casamento em chamas• Imunização contra Covid, Influenza e Sarampo continua neste sábado,14, em Goiânia

Outro caso semelhante aconteceu em 2020 no Brasil

No fim de 2020, outro caso semelhante aconteceu aqui no Brasil. Uma criança de apenas 3 anos pegou o celular da mãe enquanto ela estava no banho e fez um pedido de R$ 400 em lanches do McDonald´s. A publicitária Raissa Wanderley de Andrade, de 32, afirmou ter ficado desesperada com a compra.

“A princípio eu disse: ‘Não, acho que é algum engano. Não pedi nada’. E disseram que estava no elevador. Eu imaginei que fosse alguém que tivesse mandado alguma coisa para mim. Daí quando eu cheguei na cozinha tinha lá um bocado de sacola do McDonald’s”, contou, em entrevista ao Uol. O caso ocorreu em Recife, onde a família mora.

“Eu ri e chorei de nervoso. Porque eu vi uma conta de R$ 400 e quanto mais eu tirava os pedidos, mais eu ria. Dez milk-shakes, eu, minha mãe e meu marido em casa, três adultos, ele e uma bebê de 11 meses. Eu falo esta história e rio. Acho que eu passei uma hora rindo e até concluí que foram R$ 400 de terapia do riso porque fazia tempo que eu não ria tanto”, disse.

Apelidado de Tom, Luiz Antônio comprou nada menos que seis promoções de hambúrgueres, uma batata frita grande, seis Mc Lanches Feliz (e oito brinquedo extras), duas porções de nuggets, 10 milk-shakes, duas tortinhas de maça, dois sorvetes de morango, dois sorvetes McFlurry, oito garrafinhas de água, um suco de uva e molhos.

Mesmo com o lanche, o garotinho ficou triste pois não recebeu o brinquedo que tanto queria. Apesar da conta salgada, a mãe se divertiu com o episódio.

Tags: