Home»Poder»Depoimento da secretária de Saúde na Delegacia de Homicídios é adiado

A Polícia Civil de Goiás investiga a morte de dois pacientes que teriam ocorrido devido a ausência de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que, segundo relatório da CEI, estavam disponíveis

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp

A Polícia Civil de Goiás investiga a morte de dois pacientes que teriam ocorrido devido a ausência de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que, segundo relatório da CEI, estavam disponíveis

A oitiva da secretária de Saúde, Fátima Mrué, na Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) foi remarcada para a próxima segunda-feira (21). Segundo o delegado Rômulo Matos, a secretária de Saúde encaminhou ofício com o pedido para alterar a data por causa de um compromisso inadiável agendado.

O vereador Delegado Eduardo Prado foi convidado pelo presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Saúde, Clécio Alves, para colaborar nas investigações. O parlamentar aceitou e agilizou a abertura do inquérito policial para investigar os supostos crimes envolvendo a pasta.

A Polícia Civil de Goiás investiga a morte de dois pacientes que teriam ocorrido devido a ausência de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que, segundo relatório da CEI, estavam disponíveis.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!