11 pessoas morreram após incêndio em hospital no Rio de Janeiro

Na noite desta quinta-feira (12), um incêndio no hospital Badim, deixou pelo menos onze pessoas mortas, segundo o Corpo de Bombeiros. Havia mais de 100 pacientes no local, no momento do acidente, e 90 deles tiveram que ser transferidos para outros hospitais.

Durante a retirada, vários pacientes chegaram a ser acomodados na própria rua. Quatro bombeiros também passaram mal durante a operação de combate ao incêndio e resgate de vítimas e foram encaminhados para o hospital dos bombeiros.

A Rua São Francisco Xavier, em frente ao hospital, que estava interditada para a retirada dos pacientes e o trabalho dos bombeiros, foi liberada ao tráfego agora de manhã.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, visitou o hospital na manhã desta sexta-feira (13), e decreto luto de três dias. Segundo ele, um incêndio criminoso não está descartado e tem que ser investigado. “A cena é das mais tristes do mundo. Tudo preto. Uma fuligem no chão, que a gente imagina que seja de forro que pegou fogo. O prédio está completamente negro”, disse.

A Polícia Civil informou que as circunstâncias do incêndio estão sendo investigadas pela Delegacia da Praça da Bandeira (18ª DP) e que a perícia está sendo realizada no local.

Close