Divino Lemes diz que queda reservatório em Senador Canedo, foi por “incapacidade” da atual gestão

Ex-prefeito rebateu versão da atual gestão que joga a culpa do acidente nas gestões anteriores

O clima continua quente em Senador Canedo, com a troca de acusações sobre o responsável pela tragédia ocorrida na cidade, com a queda do reservatório da Sanesc, que deixou mais de 20 mil pessoas sem água tratada, uma casa destruída e uma pessoa em estado grave no hospital. Hoje o ex-prefeito Divino Lemes entrou em contato com o Diário do Estado e de acordo com ele, a atual gestão estaria usando reservatório de maneira errada.

“Seis meses de mandato e o Diretor Operacional da Sanesc, um estrangeiro em Senador Canedo, um tempo que não foi possível para saber da existência de Caixa de dois compartimentos é que se lotasse de água a parte de cima, a debaixo sofreria desestatização, o que é pior não assume a incapacidade e tente culpar os outros.”, denunciou Divino Lemes.

Servidor da Sanesc 

Um servidor da Sanesc falou com o Diário do Estado e contou que o reservatório foi construído na gestão do ex-prefeito Misael de Oliveira e colocado em funcionamento no governo do ex-prefeito Divino Lemes mesmo sem a instalação da Válvula de Regulação de Água, equipamento necessário para o funcionamento da Caixa D’Água Tipo Taça Canela Cheia, como é o caso da que tombou.

A denúncia, foi feita com exclusividade para o Diário do Estado, por um servidor da Sanesc dá conta ainda que outras duas estruturas estão na mesma situação no município e estão localizadas no Residencial Prado e na Vila São João. Além da irregularidade de funcionar sem a válvula, a construção foi feita muito próxima das casas.

Tags: