Duas semanas após alta, jovem baleado em show sertanejo depõe

Francis Amorim afirma que esbarrou em um militar e pediu desculpas, mas um terceiro começou a agredi-lo. O soldado teria continuado a briga a disparado contra a vítima

O rapaz baleado em um show da dupla Henrique e Juliano prestou depoimento nesta segunda-feira, 27. Ele chegou a ficar internado em estado grave e recebeu alta há cerca de duas semanas. Francis Amorim, de 32 anos, afirmou que a confusão começou por causa de um esbarrão em um rapaz. O autor do tiro é um soldado da Polícia Militar (PM).

“Lembro do que aconteceu, que houve um esbarrão, lembro dos empurrões e dos tiros. A recuperação é lenta, tenho dores na mão, onde fiz a cirurgia, estou com duas costelas quebradas mas estou de repouso em casa”, afirmou ao G1 Goiás. Durante a hospitalização, ele teve removido parte do pâncreas, órgão que foi perfurado pela bala.

No dia 5 de junho, o  gerente de uma empresa de engenharia civil lembra que decidiu ir embora do estádio Serra Dourada, local onde ocorria a apresentação sertaneja, antes do encerramento. Francis disse que encostou sem querer no militar e pediu desculpas. 

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Outro homem começou a socá-lo e, em seguida, o próprio soldado iniciou as agressões. Para se defender, ele empurrou o agente de segurança que caiu no chão e disparou. O soldado da PM foi preso pelo próprio batalhão em que era lotado. Durante depoimento, ele disse que alguém tentou pegar sua arma e que atirou em legítima defesa. 

LEIA TAMBÉM

• Homem é preso por atacar vizinha com foice após briga por lixo, em Goiânia• Romário Policarpo é internado com alteração arterial• Goiânia terá internet 5G a partir do dia 16 de agosto

Tags: