Em jogo de múltiplas intervenções do VAR, Brasil empata com o Equador

Partida teve quatro mudanças de decisão no árbitro de vídeo, e acabou em 1x1

O Brasil já está matematicamente classificado para a Copa do Mundo. Ainda assim, o time precisa cumprir tabela nas Eliminatórias da América do Sul, e isso vale para fazer os últimos testes da equipe visando o Mundial do Catar. No Estádio Rodrigo Paz Delgado, a Seleção Brasileira empatou em 1×1 com o Equador em jogo recheado de intervenções do VAR, quatro no total.

O duelo entre Brasil e Equador

Teve de tudo no duelo entre Brasil e Equador. Logo na primeira volta do relógio, Emerson foi punido com o cartão amarelo. Aos cinco, saiu o primeiro gol da partida. Em jogada confusa dentro da área, após cruzamento de Coutinho, ninguém conseguiu afastar totalmente a bola e ela sobrou para Casemiro, que completou debaixo das traves.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Aos 12, aconteceu o primeiro lance polêmico. Em saída ruim, o goleiro Domínguez atingiu o brasileiro Matheus Cunha na altura do pescoço. O VAR chamou o árbitro de campo, que analisou o ocorrido e puniu o arqueiro equatoriano com o cartão vermelho. Aos 19, porém, Emerson levou mais um cartão amarelo e também foi expulso de campo, fazendo com que os dois lados passassem a atuar com dez atletas. Dando sequência ao embate, o goleiro Alisson dividiu com Valencia e o juiz entendeu como um lance passível de expulsão direta, e assim puniu o brasileiro. No entanto, o VAR foi novamente acionado e o colombiano Wilmar Roldán mudou a decisão para um cartão amarelo.

LEIA TAMBÉM

• Com novidade, Tite convoca Seleção Brasileira para amistosos de junho• Penúltima convocação de Tite: o que vem por aí na Seleção Brasileira?• Preço do Diesel vai subir de novo passando nas distribuidoras de R$ 4,51 para R$ 4,91

No início do segundo tempo, Estrada empatou para o Equador, mas o gol não valeu porque a bola tinha saído de campo. Aos nove, os donos da casa ganharam nova chance quando o árbitro marcou pênalti de Raphinha em Estupiñán. Porém, o VAR surgiu pela terceira vez e o juiz alterou a sua decisão, marcando bola ao chão a favor do Brasil. Aos 29, depois de cobrança de escanteio, Félix Torres subiu mais do que a marcação e empatou a peleja, e desta vez valeu. O confronto continuou agitado, e nos acréscimos o árbitro marcou pênalti de Alisson em Ayrton Preciado, expulsando o goleiro brasileiro (de novo). Contudo, com o auxílio do VAR, ele anulou a expulsão (de novo), assim como o pênalti, e o jogo terminou em 1×1.

Próxima partida nas Eliminatórias

A Seleção Brasileira volta à campo na próxima terça-feira (1º), às 21h30, no Mineirão, para encarar o Paraguai. O Brasil segue com o desfalque de Neymar, o qual nem chegou a fazer parte da convocação. Já o Equador, que ainda está em busca de uma vaga na Copa do Mundo do Catar, vai enfrentar o Peru no mesmo dia, às 23h.

Tags: