Jornal Diário do Estado

Homem é preso suspeito de matar ex-cunhado com 47 facadas, em Formosa

Segundo investigações, o desentendimento entre os dois teria sido iniciada porque um agrediu a irmã do outro

Dois suspeitos de matar Wanderson Pereira Marcelo, de 23 anos, em Formosa, município goiano no entorno do Distrito Federal, foram presos preventivamente pela Polícia Civil (PC). Um deles é ex-cunhado da vítima, que sofreu 47 facadas e foi deixado agonizando. Segundo as investigações, os dois vinham se desentendendo porque Wanderson teria batido na irmã do suspeito.

Além do ex-cunhado, outro suspeito foi preso, ambos na última terça-feira, 31. As agressões começaram no setor Nordeste, por volta de 1h30 do dia 17 de abril, e se arrastaram por quatro quarteirões de Formosa. Por fim, Wanderson morreu no setor João Bosco, após as facadas.

“A gente acredita que a vítima tenha ficado agonizando por um longo lapso temporal, sofrendo com os ferimentos produzidos pela faca. Só em um segundo momento recebeu um tiro. Acreditamos que, depois, os suspeitos urinaram sobre o corpo, com objetivo de humilhar”, afirma o delegado responsável pelo caso, Danilo Meneses.

De acordo com o delegado, o crime – com facadas, tiro e pedradas – aterrorizou a cidade. “Os suspeitos provocaram momentos de terror por toda aquela vizinhança”, comenta. Segundo as investigações da PC, um dos suspeitos, o ex-cunhado, vinha se desentendendo com Wanderson. “A vítima teria batido na irmã dele e isso teria gerado uma certa animosidade entre os dois, mas eles [a mulher e Wanderson] não estavam mais juntos”, afirma o delegado.

Em depoimento, os dois suspeitos negaram o crime. Eles foram presos preventivamente e levados à prisão provisória de Formosa. Eles responderão por homicídio qualificado – com meio cruel e utilização de recurso que diminuem as chances de defesa da vítima. Segundo o delegado, trata-se de um crime hediondo.