Ex-policial é preso pela segunda vez por ameaçar delegados de Goiás

Assessora pessoal também foi detida por ter permitido criação de contas em aplicativos usados para cometer crimes virtuais. Motivação seria um processo judicial

Um ex-policial foi preso provisoriamente nesta sexta (06) pela segunda vez em menos de duas semanas por ameaças, intimidações, calúnias e injúrias pela internet contra delegados da Polícia Civil de Goiás (PCGO). Além dele, uma assessora pessoal também foi detida pelo mesmo crime. O homem estaria revoltado estar respondendo a um processo judicial por extorsão.

Ele divulgou vídeos em sua rede social atacando a honra, prometendo atirar e ameaçando inclusive o diretor-geral da PCGO, Alexandre Lourenço. No final do mês passado, ele já havia sido preso em Senador Canedo. No entanto, foi solto por meio de um habeas corpus  e colocado em prisão domiciliar. O ex-policial chegou a  ter o perfil em mídia social removido, mas fez outros usando a conta da assessora para continuar com a prática criminosa.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Além da prisão foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão sendo um em Goiânia e outro em Senador Canedo. O investigado foi aposentado compulsoriamente por ter sido considerado, em 2018, inapto definitivamente para o serviço público. No entanto, segundo relatos, ele ainda se apresenta como policial com o intuito de intimidar os que convivem com ele.

LEIA TAMBÉM

• Vai pescar? Produtos apresentam variação de até 200%, em Goiânia• Goiás perde para o América e amarga a zona de rebaixamento• Com dupla ‘Lei do Ex’, Atlético-GO é derrotado pelo São Paulo

 

Tags: