Jornal Diário do Estado

Farmacêutico goiano é encontrado morto em praia de Porto Alegre

Farmacêutico estava desaparecido desde o último sábado, 23

Um farmacêutico goiano foi encontrado morto em uma praia de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, na orla do Guaíba. Florismar Gomes, de 27 anos, estava desaparecido desde o último sábado, 23.

O farmacêutico era natural de Anápolis, município localizado na região central goiana, a cerca de 55 km de Goiânia. Ele se formou na cidade e atualmente morava em Porto Alegre, trabalhando como atendente em uma loja.

A causa da morte ainda segue em investigação pela Polícia Civil. Conforme informou o jornal gaúcho GZH, o corpo do farmacêutico foi encontrado nu, mas sem sinais aparentes de violência. Além disso, o portal afirmou que a polícia foi até a pensão que a vítima residia, que fica nas proximidades do local que o cadáver foi encontrado.

Segundo o delegado Thiago Lacerda, diretor da Divisão de Homicídios de Porto Alegre, a corporação pediu algumas quebras de sigilo, bem como as imagens das câmeras de segurança da região e aguardam laudos periciais. As investigações seguem a partir das hipóteses de assassinato, suicídio ou latrocínio.

Sobre as quebras de sigilo, a Polícia Civil local solicitou à Justiça que fossem feitas no telefone da vítima, para que obtivessem possíveis provas que ajudem a esclarecer.

Nota Sindicato dos Farmacêuticos de Goiás

O Sindicato dos Farmacêuticos de Goiás (SINFARGO), lamentou a morte do farmacêutico por meio de uma nota publicada no Instagram.

O Sinfargo lamenta profundamente o falecimento do colega farmacêutico Florismar Gomes da Silva, de 27 anos, da cidade de Anápolis.

Florismar morava em Porto Alegre desde 2022 ao ser aprovado em concurso público.

Nesse momento de pesar e imensa dor, o Sinfargo expressa as mais sinceras condolências a seus familiares e amigos. Esperamos que o caso envolvendo seu falecimento seja devidamente solucionado pelas autoridades e que a justiça seja feita.