Jornal Diário do Estado

Filha de servente e costureira, goiana ganha bolsa em Harvard

Após graduação em farmácia por uma universidade privada do estado, a jovem enfrentou dificuldades no mercado de trabalho e decidiu seguir seu sonho

Na última semana, a goiana Thauany Micaelly, de 22 anos, recebeu um e-mail da Universidade de Harvard, nos EUA, considerada uma das melhores do mundo, informando que ela havia sido aceita na instituição com uma bolsa parcial. Agora, a jovem, de origem humilde, luta para levantar a quantia necessária para realizar seu sonho.

Segundo Thauany, toda a sua formação escolar, do ensino fundamental ao médio, ocorreu em escolas públicas. Ela diz que, em 2015, se mudou com a família de Estrela do Norte para Goiânia com o objetivo de se formar na faculdade. A moça conseguiu uma bolsa de 50% pelo ProUni no curso de farmácia em uma instituição privada de Goiânia. Ainda havia a outra metade da mensalidade, que foi custeada pelo programa OVG.

Em dezembro de 2020, Thauany se graduou e foi logo depois, quando surgia o desafio do mercado de trabalho, que seu sonho falou mais alto. O curso na Universidade norte-americana é uma pós-graduação de seis meses do Foundations of Clinical Research program. “Eu estou chocada até agora. fiquei sem reação, de verdade. Eu postei nas redes sociais e viralizou, chegou em Harvard. O próprio reitor comentou na minha publicação, aí minha ficha caiu!”, conta a jovem.