Fiscalização para evitar poluição sonora no Setor Sul é intensificada após reportagem do DE

Moradores denunciaram "algazarra" provocada por jovens no Setor Sul durante a madrugada. Todas as noites local era frequentando por jovens que promoviam "algazarras"

Há cerca de uma semana a advogada J.C, que não quis se identificar por medo de vingança, denunciou ao Diário do Estado que a população da rua 84, no Setor Sul, em Goiânia tem perdido o sono devido ao barulho provocado por jovens que frequentam um posto de combustível e uma distribuidora de bebidas no local. Entretanto, ela diz que após a reportagem do DE, a fiscalização no local foi intensificada por parte da Agencia Municipal do Meio Ambiente (AMMA), o que fez com que a “algazarra” no local fosse resolvida.

Ainda de acordo com a advogada, apenas na sexta-feira (26) o local foi alvo dos jovens, que chegaram alcoolizados é estacionaram no pátio do posto pela madrugada. Ela explica que o barulho que antes atormentava os moradores da região todos os dias, principalmente no final de semana deixou de ser um incômodo.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Imagem dos jovens aglomerados no posto / Foto: Artigo

Nota AMMA

“Após denúncias frequentes de poluição sonora em um determinado posto de combustível, localizado no Setor Sul, fiscais da Amma intensificaram a vigilância na região.

Na sexta-feira, dia 26 de novembro, uma equipe esteve no local, às 3h da madrugada, juntamente com a Guarda Civil Metropolitana e não foi identificada nenhuma situação de som alto ou algazarra.

Os moradores precisam acionar a Amma, por meio do telefone 161, no momento que estiver acontecendo o barulho excessivo, para que fiscais possam flagrar e aplicar as ações administrativas, que são multas ou apreensão de veículos ou equipamentos de som”.

Tags: